25 de abril de 2015

Boa tarde meus amigos!
A obesidade te traz dezenas de problemas de saúde e limitações, você tem indicação para a cirurgia bariátrica, se prepara, faz exames, participa de reuniões, espera a carência (ou na fila do SUS) ou guarda o dinheiro, faz a cirurgia, segue à risca as recomendações da equipe cirúrgica, emagrece, fica mais saudável, vai aos poucos se abrindo novamente para a vida. O que não é nada fácil.
E muitas vezes algumas pessoas do nosso convívio, seja do trabalho,  amigos ou mesmo familiares fazem comentários totalmente desnecessários, que nos desmotivam muito e me entristece. Totalmente  absurdo tirar o equilíbrio emocional de uma pessoa dessa maneira. 

 Uma singela lista do que não dizer para uma pessoa pós-operada da Cirurgia Bariátrica:
"- Nossa...você vai comer só isso?
- Nossa...você vai comer tudo isso? ( Essa me mata!)
- Olha lá em hein não vai engorda tudo de novo?
- Você já operou?
- Conheço fulano que fez e morreu... e blablabla
- conheço fulano que fez e engordou tudo de novo...
- Mas você sabe que a cirurgia só dura 2 anos né, depois engorda tudo de novo
- Tadinha não pode mais comer nada...
- Nossa... você pode comer isso??? (carne, pão francês) etc
- Preferia você quando era gorda.
- Você era tão bonita.....!
- Você nem era tão grande ( meu IMC era 47)
-Emagreceu e ficou metida
-Não vejo diferença ( emagreci 72 kilos)
-Com essa cirurgia qualquer um emagrece, assim é fácil".
Estou cansada de saber que a Bariátrica não é um milagre e sim uma ferramenta que utilizo a meu favor. Não é nada fácil o inicio pós-cirúrgico. Operamos o estômago, mas a cabeça continua cheia de gulas, ansiedades e vontades. Por isso a terapia precisa fazer parte da rotina.
Voce batalha todo dia contra voce mesma, contra o que voce ama e odeia - a comida - busca o equilíbrio alimentar com ajuda médica, com remédios, com exercícios, e tenho também a plena consciência que se negligenciar com tais cuidados ou vira a tal paciente fantasma - opera e some - eu tenho grandes chances de um reganho de peso.

A impressão que tenho muitas vezes é que esperam por isso, não sei se é neurose minha, parece que esperam o dia que não caberei nos meus jeans 38/40, me olham avaliando se estou mais esguia ou roliça. Muito estranha essa sensação. Como se já tivesse na ponta da língua a mensagem imunda guardada para depois dos meus 2 anos de Gastro: "Viu só, eu sabia! " Aff.

Cultivem bons hábitos enquanto perdem peso, assim a adaptação será muito melhor e mais tranquila.

Sigo assim, matando meu leão por dia e mantendo o veneno de tais pessoas preso em suas próprias gargantas, meu pós tem sido de muito sucesso graças á Deus e pretendo me manter assim, vigilante.

O que as pessoas falam sobre mim não é problema meu. Assim que temos que pensar, e absorver somente o que for para acrescentar algo positivo, o restante descarte ou acabará pirando porque a Bariátrica está toda na cabeça.



Beijos amigos e vamos que vamos!






22 de abril de 2015

Boa Noite!!

Ontem, 21/04 Feriado Tiradentes, aproveitei pra passar o dia com meus amigos que tanto gosto, acho que há anos não vou assim espontaneamente na casa de alguém. Ao poucos, bem aos poucos vou ficando mais sociável, os passos positivos que dou são pequeninos porque os longos anos na condição de obesa mórbida me tiraram todo o frescor da vida. Resgato isso no dia -a - dia, vou respeitando meu tempo, e se somente agora quase 2 anos depois da Gastroplastia eu me sinto a vontade pra visitar um amigo, tudo bem, nada de considerar tempo perdido, tudo é lição, é aprendizado, sem tantas cobranças, a vida já nos cobra o suficiente não é mesmo? Não seja tão duro com voce.

Quando me disseram que a vida voltaria a normalidade - embora eu nunca soube o que isso quer dizer - começo a entender o porque.
Vamos fazendo tudo aquilo que pessoas comuns fazem: Comem, bebem, vestem o que desejam, saem quando desejam, ou simplesmente não fazem nada.

Eu visitei o apartamento de uma amiga querida e fiquei mais do que feliz! Significa pra mim que não me importo de ser vista, ou esperada, muito menos de ser recebida com comida, o que aliás, deixou de ser pra mim a razão de viver. Estar com pessoas que confio, gosto e fazem eu me sentir bem é tão prazeroso quanto a lasanha que saboreei demoradamente. E quando me perguntam: "Mas voce come lasanha???" Eu respondo naturalmente que sim. Sem maiores explicações, mas aqui sim eu detalho. Na minha vida equilibrada, sei que posso comer o que quiser quando eu quiser. Preciso bom senso e equilíbrio.

Eu me programei pra almoçar fora e o perfil dos meus amigos não é nada FIT kkkkk, então me comportei de maneira adequada durante os dias anteriores e me permiti uma porção de mais ou menos 150 gramas de massa. Não é hábito, não troco minha proteína diária, é esporádico, e valeu cada garfada. Isso é comer bem de fato. Sem culpa, com prazer, uma comida feita com carinho e pensei antes, não agi em nenhum momento com compulsão e soube meu limite. Nem sempre sou a rainha do controle, mas é isso que tento aprender na terapia pra compulsão alimentar, ser dona de mim.

O que quero dizer, é que para as pessoas que acham que os bariátricos viram ETs e vivem de luz porque tem 4 centímetros de estômago, não, não. Adaptação é tudo. Sabedoria também. Sabendo que 4 centímetros de estômago comporta no máximo 200 gramas por porção (meu caso), e que a parte do intestino que absorve gorduras, vitaminas, açúcares fora desviada, pense bem com o que vai preencher esses 200 gramas. E assim dá pra viver bem feliz!

Algumas fotinhas do melhor feriado de 2015:


Amigos queridos Edvan e Fernanda♥ - Um brinde a nossa amizade!



A sintonia foi grande que até nos vestimos iguais kkkk:




E fotinha da mesa com comidinha deliciosa:


Reparem nos copinhos com canudinhos pretos...caipirinha hehehehe abafa!


Dia sensacional! E o melhor de tudo...bem normal...tô me acostumando com essa deliciosa vida nova!


Beijos amigos e vamos que vamos


20 de abril de 2015


Boa Noite.

Sábado fui na balada com amigos e amigos de amigos. Abafa que eu enchi a cara de álcool...aliás tenho percebido que tenho bebido mais que o costume esses últimos tempos, falo disso depois, o assunto hoje é outro.

A minha energia em volta do tema "emagrecimento" atrai pessoas, não sei o que é isso. Juro que nem sequer toquei no assunto sobre corpos, peso, comida. Nada, nadinha. Estava eu na metade de uma garrafa de vinho, beijando um bofe gatíssimo, dançando um xote agarradinha, é...eu tô bandida kkkk e quando voltei pra mesa da galera, metade que nem conhecia, uma moça - a mais bonita do grupo por sinal - me aborda e começa falar que no ano novo eu estava na mesma festa que ela - eu não lembro - e que eu falei algo sobre ter sintonia pra poder viver a vida. Ela disse que soube que eu era obesa e entendeu porque eu comemorava tão feliz a entrada de 2015. Sorri com o comentário, e a música muito alta e o álcool não me deixava ouvir tudo o que ela falava. Conversa vai, conversa vem e a moça me confidencia que há anos ela sofre com bulimia, que já não aguenta mais vomitar o que come, que aquele dia inclusive só estava com 1 copo de leite e que por causa disso está prestes a acabar um casamento de 9 anos. Super jovem, se casou cedo com 17 anos.

Ao ouvir aquilo, meu chão abriu, a lucidez voltou rápido, já não ouvi mais a música, o efeito do vinho passou, eu captei cada palavra do que ela me falava. Primeiro perguntei porque ela estava me dizendo aquilo. Confessou -me que nem mesmo ela sabia, que faz terapia mas ainda não conseguiu chegar nesse ponto, que sofre, e que talvez eu pudesse aconselhá-la de alguma maneira, afinal eu lido bem com comida.

Tsc, tsc...ledo engano. Não sei como as pessoas conseguem ver essa força em mim, eu sofro com comida também. Não sabia se ficava lisonjeada com a confiança em mim depositada ou penalizada com a situação da moça que está tão fragilizada emocionalmente. Esse assunto me toca de fato.

Realmente a aparência não quer dizer nada, uma mulher linda, pele de seda, corpo escultural, cabelos lisos perfeitos, aposto que ninguém imagina que ela sofre com auto imagem e se enxerga gorda, gordíssima, como ela mesma me disse.

Eu a aconselhei tentar se abrir com a terapeuta, se ela sentir confiança, porque não tenho nenhuma estrutura para ajudá-la, eu disse que posso ouvi-la , conversar, e com base no que aprendi dos 12 passos dos comedores compulsivos anônimos fui falando o que vinha no coração, uma inspiração que não sei da onde saiu. Não posso dizer pra ela: Pára de vomitar, voce é linda, sua vida é preciosa! Não é assim que vai resolver. O primeiro passo foi dado, ela admitiu finalmente que está doente e precisa de ajuda.

Trocamos contato, me dispus a conversar sempre que ela quiser, e prometi não contar nada pra ninguém. Aqui no blog é meu diário então não considero fofoca, tá. Espero de coração que ela encontre o equilíbrio.

Fiquei o tempo todo com essa história na cabeça. O ser humano está doente, a sociedade nos deixa doentes, a depressão, a baixa auto estima é a nova onda do século, não temos alegria na vida, nessa vida corpos perfeitos e modelos impecáveis que é intangível para muitos e causa esse descontrole, essa fúria, essa mutilação com o corpo.

A cabeça precisa estar sã para todo o resto fluir bem. E cada dia que passa, que vivencio uma experiência assim, mais sinto forte em mim como não estamos sozinhos nessa luta.



Beijos amigos e vamos que vamos.

17 de abril de 2015

Boa Noite

E começo a viver e aproveitar cada dia de verdade 1 ano e 10 meses depois....eita coisa boa é realizar um sonho....a fila de sonhos é bem grande, o maior de todos eu consegui! Sim, sim era isso mesmo, chegar no peso ideal!!!!

Não importa qual seu sonho, não deixe que riam de voce, não dê ouvidos ao desanimo, não deixe que desistir vire uma opção na sua vida. Hoje posso dizer que sempre me coloquei em última opção, nunca acreditei em mim. Mas nunca deixei de sonhar, mesmo nos meus dias mais tristes eu chorava e presa na solidão imaginava como seria viver o que vivo hoje. Na simplicidade, na liberdade, na paz com meu peso. E se no meu sonho minha vida era tão boa e me mantinha aquecida no frio de uma depressão tão dolorida, hoje que vivo isso na carne, na realidade posso te falar que é tão melhor, tão mais profundo, sou tão mais feliz, até os dissabores me mostram como estou viva!

Vai ai fotinhas antes e depois de 22 meses de Gastroplastia, vou registrando aqui mais uma página dessa minha incrível jornada....

São 72 kilos emagrecidos em 1 ano e 10 meses, tempos de luta e de glórias








Essas fotos mostram literalmente o que fui e o que me tornei.  Eu renasci.


Beijos amigos e vamos que vamos!



12 de abril de 2015


Bom dia Amigos!

Hoje venho registrar 1 ano e 10 meses de Bariátrica. Sempre pensei como seria chegar até aqui.
Quando nos dizem que fazer as coisas repetidas vezes pode virar hábito é verdade. Comer melhor e observar o que vai á boca tem sido comum agora. Pensar antes de uma garfada compulsiva também. Tenho umas neuras crises alimentares e umas vontades doidas mas passa bem rápido também, não fico dias e dias martelando não e as vezes eu experimento um pouquinho de sobremesa com açúcar, 1 colher não me faz passar mal, e consigo me controlar embora eu ainda tome calmante diariamente.

Prova viva de que estou viciada em remédio é que hoje não tomei e cá estou na internet sem um pingo de sono na madrugada. Ponto de alerta para levar ao médico junto com a listinha...rsrs há dias não consigo comer carne vermelha, cai no estômago igual tijolo me faz lembrar o começo a adaptação com alimentação sólida. Desde que operei fiquei bem preguiçosa para mastigar então alimentos macios me chamam atenção iogurtes, mingaus, omeletes. Minha porção continua a mesma por refeição 170, 200 gramas fico explodindo kkkk, acho que não vai mudar mais.

O cabelo voltou a cair,

A tireoide esta os baixa - repetir os exames este mês

A dor no cóccix voltou

Hoje peso 66 kilos totalizando 72 kilos emagrecidos distribuídos em 1,72 de altura.

Consigo naturalmente me enxergar emagrecida, hoje até me achei magra demais olhando no espelho kkkk acho que depende da roupa, me achei chupada kkkk e por falar em roupa, ainda me admiro com o manequim 38/40 e custo a crer que são minhas roupas no varal e quando pego uma peça para passar eu olho e nunca acho que vai caber.

A manutenção da Gastroplastia requer muita disciplina na minha opinião, cuidados com médicos, alimentação, psicológico não dá pra vacilar. Há quem diga que sou exagerada e neurótica, cada um passa a experiência de uma maneira e como eu sou a tal que o " raio pega" sabia que não seria tudo fácil, mas ser obesa mórbida e carregar 138 kilos 24 horas também não era fácil então eu escolhi o meu díficil e quero enfrentar as dificuldades que a vida e um mini estômago me impõem pesando 66 kilos.

Estou tão feliz por ter chegado até aqui, nem parece realidade, está sendo a realização de um sonho de verdade, todo dia eu acordo e agradeço a Deus a oportunidade de recomeçar, tenho tanto medo de acordar e descobrir que é sonho eu caber nesse mundo, é sonho eu ser comum, não ser notada pelo meu peso, se alguém me olha é por qualquer outro motivo, menos meu peso, isso me traz uma satisfação, uma paz sem tamanho, não tenho como explicar.

Como podem perceber, as dificuldades se tornam minúsculas perto das alegrias e conquistas que esses grampos no estômago me trouxeram.



Beijos amigos e vamos que vamos.


10 de abril de 2015

Boa Noite!

Dia 17/03 visitei meu cirurgião plástico. Isso mesmo, eu tenho um cirurgião plástico, estou chique né? kkkk. Depois de visitar 7 cirurgiões escolhi o meu. Já estou apta para fazer plásticas reparadoras, não é meu grande sonho mas se tornou uma necessidade pra mim.

Aliás, são os dois lados da moeda, corrigir a flacidez que emagrecer 72 kilos me deixou talvez seja a cerejinha do bolo que tanto me falta esteticamente falando, sei que a obesidade me marcou pra sempre e que terei cicatrizes grandes até. Ainda assim ficarei feliz, pois cada vez que me olhar no espelho vou me forçar a lembrar de onde eu vim. Eu preciso disso porque tenho a tendência pra me sabotar, e a marca no corpo servirá para me manter no equilíbrio da mesma maneira que a flacidez não me deixa esquecer o pouco caso, a displicência que me tratei nos últimos 10 anos.

Agora que o foco mudou um pouco, onde minha maior vontade era perder peso, o excesso de pele começou incomodar. A barriga dormente com pequenas escoriações na pele que o atrito da roupa faz. Um sentimento estranho de fracasso começa tomar conta de mim, aquela coisa, aquela voz no pé do ouvido que fica me falando: Viu, não queria emagrecer, agora aguenta.

É tudo consequência de um psicológico fragilizado. E confesso que depois de visitar 7 cirurgiões que meu plano de saúde recomendou dentro de 4 meses eu chorei depois de cada consulta e foi um dia difícil, e de pensar que tenho que voltar pra acertar valores e forma de pagamento faz eu me sentir um lixo de pessoa.

Quem nunca fez avaliação informo: Fica-se nu e o especialista vai apontar todos os seus defeitos e o melhor jeito de te remendar, te reconstruir, te refazer, te modelar, vão te fotografar, sentir a textura da sua pele excedida, vão te tocar e é difícil mostrar sua maior fraqueza assim despudoradamente. Fico decepcionada com tantos pontos a ajustar, o nó na garganta é imediato e puxa, sempre penso que tudo isso poderia ter sido evitado se eu soubesse comer.

Decidi começar pelo abdome porque é a única plástica que o Bradesco saúde tem cobertura total e é considerada a mais agressiva. Farei o possível para conciliar 2 pela praticidade e custo benefício já que aproveitando a internação do plano a segunda cirurgia fica 40% mais barata.

Visitei o hospital Bandeirantes em SP, senti uma boa química com os médicos - serão 2 - e estou com todas as guias de exames e pedidos de laudos médicos para a cirurgia. Está tudinho aqui e quando eu decidir começar a jornada que conheço de cor, dentro de 2 meses estarei repaginada.

Ainda não estou decidida e vou aguardar a melhor recuperação da minha mãe. Enquanto isso vou convivendo aqui com meus monstros internos....



Beijos amigos e vamos que vamos!


1 de abril de 2015

Boa Noite!


E para começar Abril segue uma reflexão, eu que ando interagindo muitíssimo com uma galera que deseja viver o melhor possível.


Quando pergunto o motivo pelo qual a pessoa quer emagrecer, 98% das pessoas me dão a seguinte resposta:
"Quero ter saúde. Quero ter mais disposição."

Sei que, para muitas pessoas, isso é verdade. Mas também sei que muita gente quer emagrecer para ficar mais bonita mesmo. É a mulher que deseja ficar atraente para o marido. É o gato querendo aquela gatinha. Não adianta vir me dizer que só é saúde e que não tem a questão estética, pois eu sei que não é verdade. Tanto é que algumas pessoas continuariam comer coisas ruins se não engordassem e também tem aquelas que emagrecem com dietas malucas. Quem emagrece com dieta maluca não quer saúde, só quer estética mesmo, é o desespero da mudança, também conheço essa parte.

Bem, já que existe uma questão estética também que serve para atrair pessoas, quero dizer que não adianta você ficar magra, bonita se a sua cara está sempre fechada. Olha que triste contradição. A pessoa quer ficar magra para se tornar atraente e espanta todo mundo com aquela cara fechada "sou a dona do mundo, a poderosa"

Mas eu sei de onde vem esse orgulho besta....pois vivi e vivo o outro lado da moeda, conseguir vencer a obesidade e resistir aquelas coisas deliciosas que parecem comida requer muita força, e ai voce se sente um tanto superior. O que de fato é verdade, voce se torna dono do seu mundo, superior as suas vontades e vícios, emagrecer não te faz melhor do que ninguém, só melhor do que voce foi um dia! Orgulhe-se de voce sim, da sua garra, da sua vitória, sem menosprezar jamais quem quer que seja, mesmo aqueles idiotas que riram da sua luta, mesmo eles merecem nosso respeito e compaixão.

Seja o exemplo, seja motivo de alegria e um motivador de pessoas. Afinal, não foram pessoas assim que te incitaram a começar a mudar?!

Nessa vibe de projeto verão, projeto cinturinha, projeto fitness, projeto sem canga (o meu) kkkk, que tal além de emagrecer, inserir em sua sua vida o #ProjetoSorriso? Comece a partir de agora a sorrir com todas as forças. Você verá que isso lhe deixará muito mais atraente para as pessoas. Sorria mesmo se não tiver vontade. Receber um sorriso é gratificante, receber um obrigada por compartilhar não tem preço, isso desarma. A humildade e caridade sempre será o melhor caminho para conseguir se manter em equilíbrio. 

Hoje mesmo, voltei a trabalhar depois de 9 dias em casa com Dengue. Muito trabalho, dificuldade de concentração, dor no corpo, mas fui abordada por uma pessoa que queria conversar um pouco sobre a demora na cirurgia do noivo. Parei tudo depois que recebi o sorriso dela de boas vindas, isso porque só trocamos bom dia na rotina do dia a dia, trabalhamos em setores opostos e isso mudou tudo, muda a forma de encarar o dia, um simples sorriso. Ouvi pacientemente as queixas, dei minhas sugestões e agradeci por ela ter compartilhado comigo, me ajuda manter no foco saber que existem pessoas buscando o que eu tanto almejei. 


Um simples sorriso carrega todo esse poder.

Beijos e vamos que vamos, temos mais 1 mês novinho pra gente recomeçar. :)



Quem sou eu

Minha foto

Sou Silvia, romântica de alma, sonhadora e agora em busca do renascimento, um corpo saudável. No dia 12/06/2013 me submeti a cirurgia bariátrica, fiz o Bypass Gastrico em Y de Roux por video pelo convênio Bradesco no Instituto Garrido, depois de muitos meses pensando, enfim decidi! Vou dividir com voces a jornada da cirurgia, principalmente a parte burocrática e adoraria fazer novas amizades! bem vindos no meu diário, ele está aberto.

Pesquisar este blog

Evolução mês a mês

  • 12/06/2015 66,5 kilos 2 anos
  • 12/05/2015 66,5 kilos
  • 12/04/2015 66 kilos
  • 12/03/2015 67,2 kilos
  • 12/02/2015 67,2 kilos
  • 12/01/2015 68,6 kilos
  • 12/12/2014 69,2 kilos
  • 12/11/2014 69,5 kilos
  • 12/10/2014 70 kilos
  • 12/09/2014 72 kilos
  • 12/08/2014 73 kilos
  • 12/07/2014 73 kilos
  • 12/06/2014 73,5 kilos - 1 ano
  • 12/05/2014 74 kilos
  • 12/04/2014 75 kilos - meta médica
  • 12/03/2014 80 kilos
  • 12/02/2014 83 kilos
  • 12/01/2014 85 kilos
  • 12/12/2013 90,7 kilos
  • 12/11/2013 94 kilos
  • 12/10/2013 100 kilos
  • 12/09/2013 105 kilos
  • 12/08/2013 111,5
  • 12/07/2013 118,5 kilos
  • 12/06/2013 Maior peso 138 Kilos dia da cirurgia

Siga- me por e-mail!

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.

Minha lista de blogs