Barrinha da evolução de Peso

9 de março de 2015

Boa noite amigos!

Hummmm post de ontem me rendeu vários e-mails...rsrsrs voces gostam né kkkkk.
Sério, obrigada pelo carinho!

Quando ouço a expressão "saindo da dieta" automaticamente tenho a impressão de chutar o balde, jogar tudo pro alto, jacar, tirar a bariga da miséria.
Tudo isso porque passei muitos e muitos anos achando que ou se é feliz - comendo - ou vive de dieta.

Passar a borracha nesta quase egrégora que se formou no meu ciclo de vida e aceitar que é possível ficar em forma, comer tudo que gosta - carbo, açúcar, gordura, álcool - sem prejudicar a saúde é o mesmo que me dizer que a terra é quadrada. Não consigo imaginar!

A nutricionista vive me corrigindo: "Silvia, é RA e não dieta, voce não está doente, não precisa restrição de dieta, reeducação alimentar é a chave".

Eu bato o martelo, sigo na famosa RA e cismo que é dieta, o lado ruim é que se faço e como algo fora do cardápio vem logo aquela sensação chata de culpa.

Não sei equilibrar, não sei compensar, não gosto, e a proibição me deixa na linha do tipo: "Não posso comer isso porque ainda não cheguei lá". babaquice de dieta, porque tem prazo e isso não é mudar hábitos, é mascarar hábitos.

Somente quando eu mudar a maneira como vejo a comida conseguirei sair da dieta e passar a comer de fato saudavelmente, dá pra entender?

O problema maior é achar que a comida pra mim não é alimento pra me trazer saúde, energia. A comida pra mim é fonte inesgotável de prazer, e olhar um prato saboroso que não devo comer naquele momento me deixa estressada, sem controle, e se eu vacilar essa obsessão vai tomar conta da minha vida. Literalmente não como mais porque não cabe....santa Bariátrica!!

 E se não consigo extravasar minhas ansiedades comendo, porque tenho um mini estômago - pela graça de Deus - fico maluca, com insônia, e taca-lhe calmante. Ou seja, sou uma viciada em comida que não consegue comer, ou melhor não quer comer...posso boicotar minha cirurgia se eu quiser...mas não o faço, porque minha insanidade não chega neste extremo, jamais vou estragar o que me foi tão difícil, tão caro, tão esperado. Minha curvatura de grampos e meu intestino em Y merecem reverencia e respeito de minha parte, me burlar não. Nunca. Belisco ás vezes, não vou mentir, mas nada que me faça ir pro inferno das gordices.

Acho que 75% dos meus pensamentos envolvem comida. Isso tem que acabar, aaaaa vai!


Praticar o mantra kkkkkk





Beijos e vamos que vamos.



0 comentários:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto

Sou Silvia, romântica de alma, sonhadora e agora em busca do renascimento, um corpo saudável. No dia 12/06/2013 me submeti a cirurgia bariátrica, fiz o Bypass Gastrico em Y de Roux por video pelo convênio Bradesco no Instituto Garrido, depois de muitos meses pensando, enfim decidi! Vou dividir com voces a jornada da cirurgia, principalmente a parte burocrática e adoraria fazer novas amizades! bem vindos no meu diário, ele está aberto.

Pesquisar este blog

Evolução mês a mês

  • 12/06/2015 66,5 kilos 2 anos
  • 12/05/2015 66,5 kilos
  • 12/04/2015 66 kilos
  • 12/03/2015 67,2 kilos
  • 12/02/2015 67,2 kilos
  • 12/01/2015 68,6 kilos
  • 12/12/2014 69,2 kilos
  • 12/11/2014 69,5 kilos
  • 12/10/2014 70 kilos
  • 12/09/2014 72 kilos
  • 12/08/2014 73 kilos
  • 12/07/2014 73 kilos
  • 12/06/2014 73,5 kilos - 1 ano
  • 12/05/2014 74 kilos
  • 12/04/2014 75 kilos - meta médica
  • 12/03/2014 80 kilos
  • 12/02/2014 83 kilos
  • 12/01/2014 85 kilos
  • 12/12/2013 90,7 kilos
  • 12/11/2013 94 kilos
  • 12/10/2013 100 kilos
  • 12/09/2013 105 kilos
  • 12/08/2013 111,5
  • 12/07/2013 118,5 kilos
  • 12/06/2013 Maior peso 138 Kilos dia da cirurgia

Siga- me por e-mail!

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.

Minha lista de blogs