Barrinha da evolução de Peso

22 de dezembro de 2014


Boa tarde amigos.

Continuo na fila de espera para fazer terapia contra compulsão alimentar pelo SUS desde 09/09/2014. É um absurdo!!

Não é motivo para desespero, a partir do dia 01 já posso utilizar meu convênio médico outra vez, mas poxa...não tem muitos especialistas na área foi o que me disseram. Não acreditei, mas minha irmã disse pra eu tentar nas universidades, sempre tem atendimento gratuito em várias áreas médicas, procurei em várias na região onde moro, achei esse site: http://www.programadafamilia.com.br/  com vários locais para atendimento gratuito para toda família, e nada sobre transtornos.

Lingando na 4ª universidade a atendente muito simpática me perguntou em detalhes o que precisava pra ver se poderia me encaixar, expliquei o tratamento que venho fazendo e que preciso me consultar, ela me disse que especificamente eu deveria procurar profissionais na área Psicologia Bariátrica, é bem o que preciso. TOC nem sempre engloba a compulsão alimentar como deveria, é superficial, a profundamente capacitados são raros e por isso é tão difícil localizar o profissional, a procura é muito baixa para o nível de estudo que a especialidade demanda.

Não tenho conhecimento, não questionei nada,  porém é realmente difícil e quando encontro é absurdamente caro uma consulta. Dei uma glogada e achei um psiquiatra que atua no apoio pós Bariátrica na UNICAMP e atende alguma pessoas com hora marcada – e consulta a perder de vista - liguei pra saber como era, eu sei que é longe e final de ano, só fiquei curiosa e a atendente me perguntou quantos por cento de peso eu reganhei. “Oi? Como assim, não, ainda estou em fase de estabilização, ainda estou perdendo peso!”  Sabe a resposta??? “Então pra que quer uma consulta, não se preocupe com isso.”  

Ridícula a atitude dessa mulher, ou da clínica não sei se ela segue um protocolo, nem perguntei, então devo procurar ajuda depois que o barco afundar? Que coisa mais absurda! A identidade pós Bariátrica se constrói todo dia, com ajuda médica principalmente. Eu admito que não confio em mim, e sinto tremenda falta da terapia.  Tenho pensado ás vezes em desilusão com a cirurgia, e me sinto muito exposta a maioria dos dias, será que estou sentindo isso? Não sei....esse tipo de coisa que preciso conversar, coisas que eram ocultas com comida.

Às vezes somos assim mesmo, esperamos o dente doer para ir ao dentista, mas mudei essa realidade em mim, e se tratando da minha saúde mental não posso descuidar,  então sigamos em frente pisando firme e enfrentando os percalços.

Estou pensando seriamente em me especializar numa área dessas pra ajudar a população que tem problemas alimentares, ouço muito em palestras, vejo relatos em livros, mas o acesso não é fácil....Enfim, Janeiro está logo aí trazendo novos ares pra gente.



Beijos e vamos que vamos.




6 comentários:

  1. Olá Sil,tudo bom !!!
    Vc tem toda a razão!!!! tem coisas que não podem chegar no fundo do poço,como um tratamento picológico,mas para pra pensar :
    VC ainda esta na fase de estabilização do peso,procura segurar a tua onda com a compulsão até vc encontrar um lugar pra vc voltar a terapia ,eu sei que vc precisa ,nós todos temos nossos fantasmas,mas vc é forte,então coloque esses pensamentos de lado e segue seu dia dia ,um beijão e feliz natal rssssssssssssssss
    maga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maga minha querida feliz Natal e muito obrigada pelo carinho de sempre!!! Beijos

      Excluir
  2. Um absurdo, né? Se você quer atendimento, não pode ter, porque ainda não está na merda! Veja só.

    Acho uma ótima gente de bem como você, se dispondo pra atender outros que precisam! Vai nessa!

    E que os novos ares sejam de puramente coisas boas! <3

    ResponderExcluir
  3. Absurdo! A espera e o atendimento. Com certeza alguém muito despreparado te atendeu ou não porque hoje em dia não sabemos mais o que pensar...
    Essa área é tão importante, mas realmente são raros os profissionais especializados. E a preocupação estende-se a nutricionistas que geralmente repassam uma dieta pré-pronta e só exigem números e resultados, pouco importa o que se passa na nossa cabeça.
    Parabéns por conseguir se precaver, com certeza não precisamos passar novamente por certas coisas e que consigas um atendimento digno, é o mínimo que esperamos e merecemos.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pura vdd Nina, a maioria dos profissionais já tem um atendimento montado, seguem um script, não somos máquina poxa...precisam analisar caso a caso, mrecemos dignidade!
      beijos querida!

      Excluir

Quem sou eu

Minha foto

Sou Silvia, romântica de alma, sonhadora e agora em busca do renascimento, um corpo saudável. No dia 12/06/2013 me submeti a cirurgia bariátrica, fiz o Bypass Gastrico em Y de Roux por video pelo convênio Bradesco no Instituto Garrido, depois de muitos meses pensando, enfim decidi! Vou dividir com voces a jornada da cirurgia, principalmente a parte burocrática e adoraria fazer novas amizades! bem vindos no meu diário, ele está aberto.

Pesquisar este blog

Evolução mês a mês

  • 12/06/2015 66,5 kilos 2 anos
  • 12/05/2015 66,5 kilos
  • 12/04/2015 66 kilos
  • 12/03/2015 67,2 kilos
  • 12/02/2015 67,2 kilos
  • 12/01/2015 68,6 kilos
  • 12/12/2014 69,2 kilos
  • 12/11/2014 69,5 kilos
  • 12/10/2014 70 kilos
  • 12/09/2014 72 kilos
  • 12/08/2014 73 kilos
  • 12/07/2014 73 kilos
  • 12/06/2014 73,5 kilos - 1 ano
  • 12/05/2014 74 kilos
  • 12/04/2014 75 kilos - meta médica
  • 12/03/2014 80 kilos
  • 12/02/2014 83 kilos
  • 12/01/2014 85 kilos
  • 12/12/2013 90,7 kilos
  • 12/11/2013 94 kilos
  • 12/10/2013 100 kilos
  • 12/09/2013 105 kilos
  • 12/08/2013 111,5
  • 12/07/2013 118,5 kilos
  • 12/06/2013 Maior peso 138 Kilos dia da cirurgia

Siga- me por e-mail!

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.

Minha lista de blogs