Barrinha da evolução de Peso

26 de novembro de 2014


Boa tarde!

Amigos,

Com quase 1 ano e meio de mudança de vida começo me comportar diferente. Um tico de segurança começa surgir e já é o suficiente para me tirar dessa casca. Não sou do tipo duas caras, isso jamais!  Sou a mesma mulher, me considero uma boa pessoa. Isso não muda.

Estou começando a fazer coisas que sempre quis e a obesidade não deixava. Comprei vários saltos altos que uso diariamente para trabalhar, isso é tão gostoso!! Estou muito mais segura. Me sinto magra de verdade e estou gostando do meu corpo, mesmo com as imperfeições visíveis ou não, todas fazem parte da minha identidade e tenho consciência disso, também nunca quis ser a super mulher,  que sempre quis era ser uma mulher magra, e parece que finalmente consegui. Estou me sentindo assim. Gosto de escrever sobre isso aqui, porque não exponho isso de maneira nenhuma com ninguém, parece um pecado me achar bonita, sei lá, parece idiota dizer : “ ei, estou me sentindo tão bem hoje”. Não quero passar uma impressão arrogante para não afastar os poucos que sobraram ao meu redor...rsrsrs.

Fui pra balada e paquerei muitoooo, nem estava afim de uma paquera, de verdade eu queria mesmo era dançar até me acabar, extravasar, curtir o que há exatos 6 anos eu só sentia desejo, vontade, só sonhava. Coisa simples, queria dançar forró, tomar uma caipirinha de saquê. Me lembrei de todas as noites que dormia de tanto chorar por conta de uma solidão e uma saudade do que um dia eu fui. 

Queria mostrar pra mim mesma que tudo mudou, que não serei mais aquela mulher que pesava quase 140 kilos e não mais vivia, além de enfrentar a obesidade aquele dia precisava firmar aquele propósito de fazer tudinho o que meu peso não me deixava. E me dei o luxo de aceitar as investidas de um rapaz de 21 anos, 1.90 de altura e exuberantes músculos trabalhados em 4 horas diárias na academia. Nem de longe ele faz meu perfil e o tipo que me atrai. Mas sabe porque me deixei levar? Porque antes não podia. Por que 1 ano antes jamais seria paquerada por um jovem tão bonito quanto este. Por que antes eu não fazia o tipo de ninguém. Não porque estava obesa, ser obesa ou estar obesa não é impeditivo para ser feliz, mas para mim era. Eu vivia em um corpo que não era meu, que não combinava comigo. Eu me sentia punida 24 horas por dia, e o que mais doía era não conseguir quebrar essas amarras e mudar, acordava todo dia me sentindo um derrotada, uma fraca. E eu resolvi fazer o que antes era proibido,  então vesti minha armadura – um jeans 40 e uma blusa P tomara que caia – a roupa que está nas fotos do outro post.  E dancei. Dancei pra vida, dancei o que tanto tinha vontade de fazer por todos esses anos, dancei por todo o sofrimento que passei, dancei por todos os kilos que eu disse adeus, quebrei essas algemas invisíveis que judiaram tanto de mim. Meu paquera disse que eu brilhava, que eu era intensa. Acho que era assim mesmo que me sentia. 

Por um curto período de tempo me senti curada, e foi magnífico. Eu não pensei no meu peso, não pensei no meu passado, muito menos em comida. Acho que foi de fato a primeira vez que senti o que uma pessoa magra – entenda como uma pessoa que nunca teve problemas com auto imagem ou alimentação – sente. Foi chegar ao êxtase. Não sei se era a música alta, o saquê, ou aquele homem lindo que estava comigo, foi tudo.  Mas durou pouco.  Queria prolongar isso e me sentir assim mais vezes, quero me sentir assim sempre. Será que consigo? Vou lutar por isso.

Estou começando a aceitar que sim, sou uma nova pessoa.




Beijos amigos e vamos que vamos.


11 comentários:

  1. Olá Sil,tudo bom!!
    Tudo que vc escreveu foi muito profundo,e sei que sincero,pois tbm me sentia assim,acordava pela manhã ,e a consciência me martirizava, dizendo qdo é que vc vai tomar uma atitude drástica e definitiva !!!! pois é tomei minha decisão e foi a melhor coisa que fiz ,pela minha saude e tbm pela minha auto estima ,te entendo como ninguém !!!! curta esse momento Sil.que é só seu e pra sempre vc se sentirá muito bem com vc mesma e sem culpas ou achando ser arrogante ,imagina rssssssss
    beijos da maga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maga, obrigada amiga, sei que me entende, não é fácil tomarmos a iniciativa, mas tbm agora que começamos ninguém os segura mais! Beijos

      Excluir
  2. Respostas
    1. Samira, sim, vamos tentando....deixar os fantasmas é o mais difícil né. Beijos

      Excluir
  3. Que lindo post!!! Pode parecer maluco, mas fiquei visualizando vc e sua felicidade kkkkk. Sei que um dia poderei me sentir assim novamente: viva! Aproveite, porque vc pode. E deve. Bjokas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada marcia pelo carinho, eu creio que vc encontrará sua felicidade quando menos esperar, a vida sempre nos surpreende nas nossas caminhadas....pode contar comigo, beijos

      Excluir
  4. Silvia, lendo teu texto 'entrei na história' e que bom mudar para melhor e fazer o que não era possível!
    Também adoro dançar :)
    PS: e o bonitão, segue a paquera?
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkk o paquera acho que não rola amiga....nos encontramos uma vez mais fora da balada, mais acho que procuro uma pessoa um pouco mais madura....acho que vamos brigar por um espelho hahahahahaha bjkas

      Excluir
    2. hahahahaha! Essa do espelho foi demais :)

      Excluir
  5. Uau, Sil! Uau!

    Ler seus textos, vez ou outra, me dá vontade de escrever. Faz tudo muito sentido.
    Estou muito feliz por você! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada folha, sinto o mesmo com seus textos, tanto que qdo vejo postagem nova sua, reservo um tempo só pra eles, gosto de refletir com vc me faz muito bem. Bjos querida

      Excluir

Quem sou eu

Minha foto

Sou Silvia, romântica de alma, sonhadora e agora em busca do renascimento, um corpo saudável. No dia 12/06/2013 me submeti a cirurgia bariátrica, fiz o Bypass Gastrico em Y de Roux por video pelo convênio Bradesco no Instituto Garrido, depois de muitos meses pensando, enfim decidi! Vou dividir com voces a jornada da cirurgia, principalmente a parte burocrática e adoraria fazer novas amizades! bem vindos no meu diário, ele está aberto.

Pesquisar este blog

Evolução mês a mês

  • 12/06/2015 66,5 kilos 2 anos
  • 12/05/2015 66,5 kilos
  • 12/04/2015 66 kilos
  • 12/03/2015 67,2 kilos
  • 12/02/2015 67,2 kilos
  • 12/01/2015 68,6 kilos
  • 12/12/2014 69,2 kilos
  • 12/11/2014 69,5 kilos
  • 12/10/2014 70 kilos
  • 12/09/2014 72 kilos
  • 12/08/2014 73 kilos
  • 12/07/2014 73 kilos
  • 12/06/2014 73,5 kilos - 1 ano
  • 12/05/2014 74 kilos
  • 12/04/2014 75 kilos - meta médica
  • 12/03/2014 80 kilos
  • 12/02/2014 83 kilos
  • 12/01/2014 85 kilos
  • 12/12/2013 90,7 kilos
  • 12/11/2013 94 kilos
  • 12/10/2013 100 kilos
  • 12/09/2013 105 kilos
  • 12/08/2013 111,5
  • 12/07/2013 118,5 kilos
  • 12/06/2013 Maior peso 138 Kilos dia da cirurgia

Siga- me por e-mail!

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.

Minha lista de blogs