Barrinha da evolução de Peso

12 de novembro de 2014

Boa noite!

1 ano e cinco meses se passaram desde que fiz a Bariátrica. Gostaria muito de chegar aqui e dizer: " Estou magra e The End. " Mas não...não é bem assim. Sim, eu sou uma dramática e quase sempre meus pensamentos estão envoltos em comida.
Me entristece saber que mesmo com um micro estômago não foi possível apagar a compulsão. Diminuir sim, esquecer não.

As vezes ainda faço coisas nada a ver como hoje a tarde na hora do almoço eu pedi um suco de laranja, esqueci por um momento que não como bebendo, agora ou come ou bebe, sei lá, simplesmente pedi, não é hábito, e lógico que não tomei, tenho 1 hora de almoço pra mastigar um bife hahahaha, imagina só. Levei meu suco para tomar no lanche da tarde. Essas pequenas coisas que mudam assim, coisas banais. Se eu podia tomar? Podia, mas não cabe, depois da cirurgia são escolhas todo o tempo, pesa-se literalmente o que se põe na boca,

Todo dia eu acordo orgulhosa de ter feito a Bariátrica. Ainda afirmo que foi a melhor escolha da minha vida - e a mais desesperada- , ainda sorrio sozinha toda manhã quando visto meu jeans 40 sem nenhuma dificuldade, me encho de alegria a preparar meu café da manhã todos os dias para levar no trabalho, minha garrafa térmica rosa bebê linda que me acompanha desde a dieta líquida....me apego a estes pequenos detalhes que fazem hoje minha vida tão grande.

Adoro passar de frente na catraca do ônibus, adoro perceber que no banco não fico espremida, e hoje não tenho mais vergonha de me mostrar. E essa semana que o ponteiro marcou 69 kilos e meio, estou me sentindo magra de verdade, e estou feliz, muito feliz!

Sem terapia há algumas semanas, começo a me sentir deprimida também, é um misto de sentimentos, o mundo perfeito seria um mini estômago sem compulsão alimentar, seria tudo um sonho. Essa é a única parte que me assombra. Sem poder usar a comida como escape me afundo em pensamentos negativos, sentimento de inferioridade, me sinto doente e incapaz de controlar minha vida, mas por outro lado me olho no espelho e vejo que está valendo a pena o sacrifício.

Hoje tenho força para seguir justamente por causa da Gastroplastia, essa ferramenta me sustenta, não me deixa sucumbir, se não fosse isso, garanto que não estaria ai firme nesse propósito durante esses 17 meses. Ainda tenho vontades, ânsias, desejos absurdos relacionados á alimentação, e declaro que sinto ás vezes saudades de comer mais, de comer bastante, de me sentir cheia, de comer um pratão! E quando lembro que não posso sinto um alívio inexplicável, me sinto liberta, agradecida, abençoada.

Assim vou seguindo com meus fantasmas. Porém com tanto peso eliminado, com tanto aprendizado, com tantas conquistas as restrições de uma Gastroplastia ficam ofuscadas pela beleza que tem sido meus dias.

Beijos e vamos que vamos!





8 comentários:

  1. Olá Silvia !!!!
    Te admiro muito pelo seu sucesso... em toda a internet sua pagina é mais informativa que encontrei...Estou me preparado pra passar pela cirurgia e você tem me ajudado demais...
    Que Deus te abençoe e tire essas pensamentos ruins da sua mente *-*....Você está linda e será ainda mais agraciada por Deus viu sua linda ....

    ResponderExcluir
  2. Elaine :) muito obrigada, seu comentário deixou minha manhã bem mais feliz! FIco realmente agradecida pelo carinho, boa sorte na sua jornada! E seja sempre bem vida. Bjos

    ResponderExcluir
  3. Silvia, não te conheço, mas fiquei preocupada com o que li =/ , depois que decidi fazer a cirurgia, ouvi muito "as vezes tu acha que teu problema está em ser obesa e depois descobre que não era isso", "não ache que a cirurgia vai mudar tudo" , enfim ... não sei se tu pensou nisso, mas fico triste em saber que tens pensamentos negativos, tenho certeza que agora, além de se sentir melhor fisicamente tu devia focar em todas as qualidades que certamente tens :3 , não se deixe abater.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mônica, o que vc ouviu está correto sim, eu achava que todos os problemas do mundo era por causa da obesidade. Agora que emagreci, vi que tudo continua igual, exceto meu corpo, que está 70 kilos mais leve, e confesso que isso desanimou um bocado, não consegui me livrar do que eu mais queria, a tristeza e a compulsão alimentar. Mas ninguém nunca me disse que eu teria essa cura, eu mesma que criei essa expectativa. Obrigad apela força, e sim, não deixo abater jamais! A vitória dessa guerra é minha! Beijos

      Excluir
  4. Mana... nossas lutas são de fato profundas, cambiantes, ora tristes, ora felizes. Não se deixe desanimar mais que o "normal"... Você é linda, forte demais e passou por muitos fantasmas, mas ainda passará por outros mais... essa é nossa trajetória. Não pense que quem possui um corpo magro e uma conta bancária melhor que a nossa não tenha fantasmas em nosso dia a dia. Vencer tudo isso é nossa jornada. Vc tem cumprido um papel fundamental na vida de tanta gente... Força aí mana! O sentido de tudo está aqui, na frente dos seus olhos. Vc vai vencer! Te amo muito!

    ResponderExcluir
  5. "Sim, eu sou uma dramática..." Sabe, me sinto assim também. O assunto nunca vai acabar. Eu sempre vou sentir alguma coisa ou sofrer por alguma coisa. Faz parte de mim. E prefiro ser assim que superficial.

    Passar de frente na catraca do ônibus. Sorri aqui. Agora passo de lado, tranquilamente. Histórias...

    ÓTIMO que você se sente aliviada quando lembra que não pode comer um pratão. Imagina se você deprimisse.

    Beijo enorme!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso folha, somos verdadeiras, é bom expressar tbm. Muitas pessoas acham que perder peso é perder todos os problemas é mudar a vida completamente. E não é.

      Não é uma delicia passar na catraca do onibus??? hehehe

      Sinto alívio, e me sinto segura, protegida....vai entender.

      Bjkas

      Excluir
  6. Amiga, alguns "hábitos", sensações e ações só comprovam que todo dia é uma luta e as marcas não somem, mas podem ser amenizadas.
    Assusta saber que o tempo passa e certas situações insistem em voltar a acontecer, mas percebê-las e seguir em frente é a maior prova de que estás optando por enfrentar e viver.
    Me vejo muito nos teus posts e és inspiração por se sobrepôr a tudo isso.
    beijos e vamos em frente

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto

Sou Silvia, romântica de alma, sonhadora e agora em busca do renascimento, um corpo saudável. No dia 12/06/2013 me submeti a cirurgia bariátrica, fiz o Bypass Gastrico em Y de Roux por video pelo convênio Bradesco no Instituto Garrido, depois de muitos meses pensando, enfim decidi! Vou dividir com voces a jornada da cirurgia, principalmente a parte burocrática e adoraria fazer novas amizades! bem vindos no meu diário, ele está aberto.

Pesquisar este blog

Evolução mês a mês

  • 12/06/2015 66,5 kilos 2 anos
  • 12/05/2015 66,5 kilos
  • 12/04/2015 66 kilos
  • 12/03/2015 67,2 kilos
  • 12/02/2015 67,2 kilos
  • 12/01/2015 68,6 kilos
  • 12/12/2014 69,2 kilos
  • 12/11/2014 69,5 kilos
  • 12/10/2014 70 kilos
  • 12/09/2014 72 kilos
  • 12/08/2014 73 kilos
  • 12/07/2014 73 kilos
  • 12/06/2014 73,5 kilos - 1 ano
  • 12/05/2014 74 kilos
  • 12/04/2014 75 kilos - meta médica
  • 12/03/2014 80 kilos
  • 12/02/2014 83 kilos
  • 12/01/2014 85 kilos
  • 12/12/2013 90,7 kilos
  • 12/11/2013 94 kilos
  • 12/10/2013 100 kilos
  • 12/09/2013 105 kilos
  • 12/08/2013 111,5
  • 12/07/2013 118,5 kilos
  • 12/06/2013 Maior peso 138 Kilos dia da cirurgia

Siga- me por e-mail!

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.

Minha lista de blogs