Barrinha da evolução de Peso

29 de agosto de 2014

Boa tarde Amigos.

Cá estou lutando contra meus monstros interiores que insistem em me dizer: "Comer é o melhor remédio". Tsc tsc...errrado Silvia...errado. Difícil gravar isso na cabeça! A comida não é desculpa para mais nada, a
não ser matar sua fome que aliás, esse assunto tem me deixado intrigada. Eu esqueci o que é fome, fico atenta na vontade de comer, o que é completamente diferente. Desde que me conheço por gente, tinha uma fome avassaladora e uma incrível vontade de comer. Depois de reduzir o estômago sentia somente vontade, a cabeça deseja, o corpo não. Agora comecei a estranhar essa necessidade de comer. Sim, é fome. Voltei a sentir fome depois de 14 meses de Gastroplastia, agora, além de lidar com as gulas, os vícios, as mudanças de hábitos, tenho mais essa parceira para caminhar comigo...a FOME.
Sigo a linha do que me foi recomendado, dias frios como de 2 em 2 horas e dias quentes 3 em 3 horas com muitos líquidos. É o que funciona, tirando as loucuras que me acometem esporadicamente.

Peguei um texto da Psicóloga Simone Dallegrave que é especialista em psicologia bariátrica onde ela descreve as fases de um Bariátrico, me vi tanto ali que vou compartilhar:

No primeiro mês de cirurgia bariátrica o paciente está descobrindo o que é viver com um novo estômago.

No segundo mês de cirurgia bariátrica o paciente está descobrindo como é viver com um novo cardápio.

No terceiro mês de cirurgia bariátrica o paciente está descobrindo o que é viver com um novo espelho.

No quarto e quinto meses de cirurgia bariátrica o paciente está aprendendo a viver com quem são os verdadeiros amigos.

No Sexto mês de cirurgia bariátrica o paciente está aprendendo a viver com um guarda roupa novo.

No sétimo e oitavo meses de cirurgia bariátrica o paciente está aprendendo a viver com um novo corpo.

No nono mês o paciente bariátrico está descobrindo o que é viver com as emoções novas e antigas, sem  poder usar a comida como remédio para ansiedade ou antidepressivo.

No décimo mês de cirurgia bariátrica o paciente começa a viver com o retorno do apetite
(Meu caso 14 meses )

No primeiro ano e depois de então, para sempre, o paciente bariátrico descobre o que é viver com o medo do reganho de peso.

Pura verdade!

Então vamos a luta, manter a saúde e a disciplina, não desistam de voces, porque não vou desistir de mim.


Beijos amigos e um FDS consciente e proveitoso.

Vamos que vamos!!!!


FOME



2 comentários:

  1. Puxa Sil, que post !! Eu sinto a cada dia, como é importante ter a ajuda psicológica para aprender a administrar as dúvidas, medos, vontades,etc.Beijos amiga linda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Lu, é importante demais, não imaginava o quanto, agora eu sei! Beijos

      Excluir

Quem sou eu

Minha foto

Sou Silvia, romântica de alma, sonhadora e agora em busca do renascimento, um corpo saudável. No dia 12/06/2013 me submeti a cirurgia bariátrica, fiz o Bypass Gastrico em Y de Roux por video pelo convênio Bradesco no Instituto Garrido, depois de muitos meses pensando, enfim decidi! Vou dividir com voces a jornada da cirurgia, principalmente a parte burocrática e adoraria fazer novas amizades! bem vindos no meu diário, ele está aberto.

Pesquisar este blog

Evolução mês a mês

  • 12/06/2015 66,5 kilos 2 anos
  • 12/05/2015 66,5 kilos
  • 12/04/2015 66 kilos
  • 12/03/2015 67,2 kilos
  • 12/02/2015 67,2 kilos
  • 12/01/2015 68,6 kilos
  • 12/12/2014 69,2 kilos
  • 12/11/2014 69,5 kilos
  • 12/10/2014 70 kilos
  • 12/09/2014 72 kilos
  • 12/08/2014 73 kilos
  • 12/07/2014 73 kilos
  • 12/06/2014 73,5 kilos - 1 ano
  • 12/05/2014 74 kilos
  • 12/04/2014 75 kilos - meta médica
  • 12/03/2014 80 kilos
  • 12/02/2014 83 kilos
  • 12/01/2014 85 kilos
  • 12/12/2013 90,7 kilos
  • 12/11/2013 94 kilos
  • 12/10/2013 100 kilos
  • 12/09/2013 105 kilos
  • 12/08/2013 111,5
  • 12/07/2013 118,5 kilos
  • 12/06/2013 Maior peso 138 Kilos dia da cirurgia

Siga- me por e-mail!

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.

Minha lista de blogs