Barrinha da evolução de Peso

21 de junho de 2014

Boa Noite.

Tem dia que está tudo equilibrado, tudo tão tranquilo que minha mente sabotadora me diz que não preciso mais de terapia.
Confesso que nos dias assim, me dá uma preguiça, arranjo mil desculpas pra não ir bater um papo com a terapeuta. Digo em relação á comida. Meu tratamento para compulsão alimentar vai de vento em polpa. Já tem um tempo que deixei antigos hábitos. E sigo o conselho da Dra Ivonete nos momentos de compulsão.

Se estou ansiosa demais, saio do ambiente onde estou. Penso em uma conversa com alguém, lembro de uma história engraçada, tomo um chá calmante ou água, espero a tal "fissura" - é assim que eles chamam - passar. Não me alimento se estiver nervosa ou triste. Quando me der muita vontade de comer algo que eu sinto que vou ficar pensando depois, eu experimento um pouco o suficiente para não fazer mal no organismo e na cabeça.

Isso tem funcionado muito bem. Parece bem simples lendo isso, mas na prática não é bem assim, quem tem compulsão sabe a cegueira que domina quando precisamos da comida para saciar qualquer tipo de vontade, a urgência em comer, o desespero que é, sem exageros.

Percebi que dentro de 1 ano troquei de terapeuta 3 vezes. Sabe quando eu começo deixar de gostar da terapia? Quando tocam no assunto da minha vida afetiva. Detesto falar sobre vida amorosa...hehehe deve ser trauma, só pode. O pior que os 3 terapeutas que me acompanharam disseram a mesma coisa. Putz...

Me forço a ir toda quarta-feira, durante o caminho eu escolho o que vou contar pra ela. Nossas sessões estão durando 30 minutos,é pouco para falar da semana inteira, então eu filtro o que vou contar. Não adianta, ela contorna minha conversa inicial e acaba mexendo em feridas, não tem jeito. rsrsrs. Ensinam isso na faculdade?? kkkkk

Eu contei sobre eu desinteresse repentino na terapia, ela disse que agora que precisamos aprofundar, estou querendo entrar em uma zona de conforto. Ela tem razão.

E cá entre nós....sabemos que sozinha não consigo mesmo, nunca consegui e não me acho forte suficiente pra andar com as próprias pernas. Então vou lutando aqui nessa guerra interior.

Amigos, reduzir o estômago e mudar de vida não é fácil, porque temos que lutar com nós mesmos todos os dias. Desanimei por uns dias, mas desistir nunca!

Olha a fonte que fica na frente do consultório da minha terapeuta:


Saindo de lá quarta-feira agora, não tinha lanche na bolsa, fui no mercado que fica perto, o Pão de Açúcar e comprei essa bebidinha:



É uma delícia, edição limitada da Copa sabor pera, geladinho é muito bom e o melhor tem somente 43 calorias e 170 gramas, tomei todinho e fui malhar. Pena que perto de casa não encontro essas coisinhas diferentes. Pensei que era iogurte, mas vi agora que é bebida láctea...rsrs.


Beijos amigos e vamos que vamos!




11 comentários:

  1. O desanimo vem as vezes mas o importante como você diz é não desistir !
    Eii Sil , não esquece o esqueminha do WhatsApp :)
    Beijoooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pati como vamos juntar os números? Vou convidar as meninas pelo google + tá bom. bjos

      Excluir
    2. Então eu mando pro seu email , quando você estiver com todos , você envia pra cada uma de nós .
      Estou doida pra tricotar com vocês , tem certas coisas que os meninos não podem ler né ' hahhaha.
      Beijooo ♥

      Excluir
  2. Faz tempo que não comento aqui né Sil?
    Você está de parabéns! Você está lidando super bem com a sua compulsão, fico realmente impressionada.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tati...sumida! rsrsrs Beijos e obrigada pelo apoio, sempre.

      Excluir
  3. Silvia, mais uma vez lendo teu post, me vi no teu texto!
    Terapia mesmo com psicóloga estou tentando pela 4ª vez. Fui em uma psico há uns 5 anos, mas ela era bem retrógrada, condenava muito uso de antidepressivo, falava mal de outros profissionais, acabei indo algumas sessões e parei. Depois fui 1x em uma e não curti a profissional em si, não consegui me abrir. Ano passado fiz umas 6 sessões com outra psico, mas ficava tudo muito vago, eu falava muito e não tinha um norte, tive que mudar horários tb. Agora estou em uma profissional que trabalha com psicoterapeuta, foca nas atitudes frente às emoções, como reagimos e interage bastante. Fiz 3 sessões até agora e quando falamos da parte emocional, relacionamentos e intimidade me dói bastante, mas sei que é necessário. Não posso pensar que consigo sozinha, pois sei que não consigo, a prova é essa minha busca incessante. Tenho me sentido melhor e acredito que só tenho a ganhar me conhecendo melhor e aprendendo a lidar com as situações.
    Vamos em frente!!!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ni, nos identificamos muito mesmo, nossas histórias são muito parecidas, uma pena que não tocou em frente seu blog, eu já estava adorando. Enfim, sozinhas não vai adiantar nadinha mesmo, tudo já nos mostrou, então temos que ir em frente, sem preguiça, sem desanimo, vamos conseguir. Beijos

      Excluir
    2. Sabe que até penso em voltar a escrever... Mas mais light (em todos os sentidos). Adoro escrever, colocar p/ fora, faz bem, mas começo e fico ainda mais ansiosa, hehe! Preciso encontrar o meio termo.
      Mas não vou deixar de passar por aqui ;)

      Excluir
  4. Ei..sempre venho aqui...desde antes de operar...e faço a psico tb , comecei 6 meses antes e adoro!!! Essa bebida me deu um enjoo terrível he he...Fique bem querida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leandra, obrigada por me acompanhar, a terapia é ótima, nos ajuda a abrir os olhos para coisas simples que está ali na frente e não enxergamos. Serio que te fez mal, eu não senti nadinha e olha que sou a dama do dumping...kkkkk. beijos

      Excluir

Quem sou eu

Minha foto

Sou Silvia, romântica de alma, sonhadora e agora em busca do renascimento, um corpo saudável. No dia 12/06/2013 me submeti a cirurgia bariátrica, fiz o Bypass Gastrico em Y de Roux por video pelo convênio Bradesco no Instituto Garrido, depois de muitos meses pensando, enfim decidi! Vou dividir com voces a jornada da cirurgia, principalmente a parte burocrática e adoraria fazer novas amizades! bem vindos no meu diário, ele está aberto.

Pesquisar este blog

Evolução mês a mês

  • 12/06/2015 66,5 kilos 2 anos
  • 12/05/2015 66,5 kilos
  • 12/04/2015 66 kilos
  • 12/03/2015 67,2 kilos
  • 12/02/2015 67,2 kilos
  • 12/01/2015 68,6 kilos
  • 12/12/2014 69,2 kilos
  • 12/11/2014 69,5 kilos
  • 12/10/2014 70 kilos
  • 12/09/2014 72 kilos
  • 12/08/2014 73 kilos
  • 12/07/2014 73 kilos
  • 12/06/2014 73,5 kilos - 1 ano
  • 12/05/2014 74 kilos
  • 12/04/2014 75 kilos - meta médica
  • 12/03/2014 80 kilos
  • 12/02/2014 83 kilos
  • 12/01/2014 85 kilos
  • 12/12/2013 90,7 kilos
  • 12/11/2013 94 kilos
  • 12/10/2013 100 kilos
  • 12/09/2013 105 kilos
  • 12/08/2013 111,5
  • 12/07/2013 118,5 kilos
  • 12/06/2013 Maior peso 138 Kilos dia da cirurgia

Siga- me por e-mail!

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.

Minha lista de blogs