Barrinha da evolução de Peso

26 de abril de 2014

Oi Amigos!

Hoje dia 26/04 completo 1 mês que fiz a cirurgia para retirar a vesícula. 1 longo mês se passou e estou começando outra vez com essa ansiedade que me atormenta, sabem aquela sensação que estou fazendo
 algo errado o tempo todo? Não gosto de ficar sem praticar atividades físicas, sinto como se fosse meu dever. E pensar que ainda falta mais um mês. Que saco. Tenho ânsia de alcançar meus objetivos o quanto antes, como se existisse algo bom pra acontecer e preciso estar em forma, hoje estou com a impressão que não estou lutando por mim. A ansiedade cada dia maior e o que um gordo faz quando está ansioso? Comida e comida lógico. Só penso em comer, que chato!

Quero logo voltar a dançar, chega dar um nó na garganta só de me imaginar estagnada outra vez, tenho asco da antiga Silvia amigos e esse tempo afastada de tudo que é novo pra mim me traz essa maldita sensação.

Não é a cabeça vazia não, minha rotina está bem cheia, saio do trabalho de segunda á sexta e vou direto pro curso que é das 18:00 ás 22:00 e no sábado também faço curso das 08:00 ás 12:00. Volto pra casa, limpo tudo, faço feira, mercado, açougue, brinco com meu filho, e já é essa hora...assisto alguma coisa na TV e acabou o dia. Vou pra terapia, médicos, acompanho minha mãe nos médicos dela, ajudo meu filho com suas atividades escolares. Na terapia só falo de comida e a terapeuta ja me mostrou que meus maiores problemas não é a comida como eu suponho. Minha vida está totalmente conturbada, mas por onde começar? Não sei...ela me orientou a tentar ter uma vida social que no meu caso não existe, acatei, faço tudo para ser uma pessoa melhor, chamei uns colegas do trabalho pra ir no cinema amanhã á tarde, vamos ver como me sinto. A culpa começa agora fico pensando em minha mãe e meu filho imaginando que estou deixando-os sozinhos pra me divertir. Estou sem vida própria, quando deixei isso acontecer?

Só não vou pra academia neste momento por que não tô afim de operar de hérnia...rsrsrs.

O que fazer quando a comida começa a aumentar o poder sobre voce? Qual o segredo dos magros? O que eles fazem quando estão em uma situação ruim? Porque eu só penso no que poderia comer pra passar a angústia...



Beijos amigos.

4 comentários:

  1. Oii Sil , eu entendo você ! Parece que estamos nos boicotando quando não fazemos atividade física , mas pense que não é porque você não quer, você simplesmente não pode agora e outra coisa um mês voa ! Não se sinta culpada pelo seu filho e sua mãe, explique sua necessidade de sair uma vez o outra eles não iram se importar. Jajá você terá um homenzinho pra te acompanhar em tudo como o meu, seu filho logo esta maior que você" rs. Beijoooo Beijooo ♥

    ResponderExcluir
  2. Isso Pati, a sensação de boicote mesmo...obrigada amiga pela força viu! Bjos

    ResponderExcluir
  3. Silvia... vc não é a única a abrir mão de uma vida social... mas o X da questão, se é que que podemos assim denominar, é que vc, sozinha, tem uma carga psicológica e social muito grande: vc é mãe solteira (e com isso não tem apoio e nem o refúgio do cuidado do pai do seu filho, para compartilhar a guarda e tutela que muito poderia te auxiliar), vc mora e cuida da mãe (algo que não foi pensado, nem escolhido, nem planejado, apenas aconteceu pelo fato de vc ser a única filha a morar com ela e o fato dela precisar de cuidados por não ter uma boa saúde), outro aspecto é que vc está pensando na vida social agora (que sente fazer parte do mundo, cada vez que se entende e se vê como uma pessoa saudável, visto que antes, dedicar esses cuidados aos outros poderia ser até uma válvula de escape para evitar ser vista, por conta da obesidade). Não sei se me fiz entender... mas o que eu quis dizer é que muito do que aconteceu na sua vida, não foi escolha sua e tentar encontrar saídas faz parte do amadurecimento e mudança. Pense se a mãe não estivesse doente agora, ela poderia te ajudar ainda mais nos cuidados com o filhote e vc poderia ter uma vida social mais intensa ou se o pai do seu filho fosse mais presente neste sentido e levá-lo para passar os finais de semana, vc teria mais tempo pra si. Se vc trabalhasse em outra função ou tivesse outra condição financeira, poderia ser diferente também. Mas essas questões todas não são escolhas... infelizmente. O que cabe agora é organizar suas necessidades, dividir as tarefas com quem pode te ajudar, repensar questões cotidianas e práticas, pois vc tem que viver e não sobreviver! O primeiro passo foi dado: reconhecer a necessidade! agora, é tentar por em prática o que lhe faz bem e o principal: sem culpas!

    ResponderExcluir
  4. Sim, é verdade, não é questão de escolha, sempre temos que abrir mão de algo para conseguir outro, faz parte do nosso amadurecimento espiritual, sempre parto do princípio de que nada é por acaso, o fato de eu ter que cuidar da criação de um ser sozinha, zelar pela sua saúde e bem estar, proteger e agora ajudar a cuidar de uma mãe doente me faz crescer, me faz dar a cara pra bater, pq sempre fui medrosa e nunca enfrentei a vida de fato, mas a vida está me jogando pra frente então vou enfrentar, e agora minha irmã não tenho mais a gordura no corpo pra me esconder e isso me assusta pra caramba! Estou tentando organizar e quem sabe me sobra um tempo pra diversão. Um beijo, te amo.

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto

Sou Silvia, romântica de alma, sonhadora e agora em busca do renascimento, um corpo saudável. No dia 12/06/2013 me submeti a cirurgia bariátrica, fiz o Bypass Gastrico em Y de Roux por video pelo convênio Bradesco no Instituto Garrido, depois de muitos meses pensando, enfim decidi! Vou dividir com voces a jornada da cirurgia, principalmente a parte burocrática e adoraria fazer novas amizades! bem vindos no meu diário, ele está aberto.

Pesquisar este blog

Evolução mês a mês

  • 12/06/2015 66,5 kilos 2 anos
  • 12/05/2015 66,5 kilos
  • 12/04/2015 66 kilos
  • 12/03/2015 67,2 kilos
  • 12/02/2015 67,2 kilos
  • 12/01/2015 68,6 kilos
  • 12/12/2014 69,2 kilos
  • 12/11/2014 69,5 kilos
  • 12/10/2014 70 kilos
  • 12/09/2014 72 kilos
  • 12/08/2014 73 kilos
  • 12/07/2014 73 kilos
  • 12/06/2014 73,5 kilos - 1 ano
  • 12/05/2014 74 kilos
  • 12/04/2014 75 kilos - meta médica
  • 12/03/2014 80 kilos
  • 12/02/2014 83 kilos
  • 12/01/2014 85 kilos
  • 12/12/2013 90,7 kilos
  • 12/11/2013 94 kilos
  • 12/10/2013 100 kilos
  • 12/09/2013 105 kilos
  • 12/08/2013 111,5
  • 12/07/2013 118,5 kilos
  • 12/06/2013 Maior peso 138 Kilos dia da cirurgia

Siga- me por e-mail!

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.

Minha lista de blogs