Barrinha da evolução de Peso

3 de março de 2014
Boa tarde amigos.

Ontem fui á uma festa infantil, puxa quanta guloseima, eu tinha esquecido como era a comilança para se comemorar 1 ano de vida....rsrs, pois é, eu demorei para voltar a ter uma vidinha social...exatamente 8 meses depois da gastro eu me senti confiante para ficar horas em um ambiente fechado com pessoas comendo o tempo todo coisas que adorava comer também. Minha terapeuta disse que seria um grande passo, já que eu só fico na segurança do meu lar, onde eu tenho o total controle, parece simples é só ir e pronto, desviar a atenção da comida pra quem tem compulsão é complicadíssimo.

Deu tudo certo, me comportei como uma lady, conversei, corri atrás do meu filhote, mas infelizmente não tinha nada adequado para eu comer, ainda bem que eu almocei antes de ir, então só experimentei um pedaço do bolo porque me deu muita vontade, 2 garfadinhas foi o suficiente para provar sem ter dumping, achei o sabor do bolo irritante de tão doce, me desacostumei e me senti bem assim, o pior foram as pessoas servindo e eu sempre negando, ai começam os comentários : "puxa, vc não come nada?!" eu não estava afim de ficar dando explicações, então só dizia "mais tarde eu aceito".

Me senti um pouco deslocada, parece que a comida tem um poder de juntar, trazer afinidade, felicidade, como lidar com isso? É estranho e desafiador, pois pra mim a comida é uma droga liberada e que tem a promessa de fazer bem, só que na minha realidade faz muito mal, não estou sendo radical, mas se eu desviar o foco tudo vai por água abaixo, estou me esforçando para fazer da comida minha aliada.

Estou enfrentando meus fantasmas dia após dia, a luta é árdua, mas vale muito a pena, a qualidade de vida que tenho hoje é surpreendente melhor do que eu imaginava antes de operar. É nisso que me agarro para ter forças, penso em como estou bem, feliz, leve, saudável, isso é o mais importante.

Beijos e vamos que vamos!



2 comentários:

  1. Oie Sil! Espero que voce esteja melhor, eu estou correndo no servico e nao tive tempo de postar e comentar.
    Realmente parece a comida une as pessoas, minha familia se reune sempre no fim de semana para almocar e imagino que nao sera facil. Mas voce esta de parabens por conseguir manter o controle. E deve ser otima nao se sentir mais escrava da comida. Bjus!

    ResponderExcluir
  2. Tati, estou sim muito melhor, as nuvens vem e vão não é mesmo?! Beijos muito obrigada pelo apoio.

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto

Sou Silvia, romântica de alma, sonhadora e agora em busca do renascimento, um corpo saudável. No dia 12/06/2013 me submeti a cirurgia bariátrica, fiz o Bypass Gastrico em Y de Roux por video pelo convênio Bradesco no Instituto Garrido, depois de muitos meses pensando, enfim decidi! Vou dividir com voces a jornada da cirurgia, principalmente a parte burocrática e adoraria fazer novas amizades! bem vindos no meu diário, ele está aberto.

Pesquisar este blog

Evolução mês a mês

  • 12/06/2015 66,5 kilos 2 anos
  • 12/05/2015 66,5 kilos
  • 12/04/2015 66 kilos
  • 12/03/2015 67,2 kilos
  • 12/02/2015 67,2 kilos
  • 12/01/2015 68,6 kilos
  • 12/12/2014 69,2 kilos
  • 12/11/2014 69,5 kilos
  • 12/10/2014 70 kilos
  • 12/09/2014 72 kilos
  • 12/08/2014 73 kilos
  • 12/07/2014 73 kilos
  • 12/06/2014 73,5 kilos - 1 ano
  • 12/05/2014 74 kilos
  • 12/04/2014 75 kilos - meta médica
  • 12/03/2014 80 kilos
  • 12/02/2014 83 kilos
  • 12/01/2014 85 kilos
  • 12/12/2013 90,7 kilos
  • 12/11/2013 94 kilos
  • 12/10/2013 100 kilos
  • 12/09/2013 105 kilos
  • 12/08/2013 111,5
  • 12/07/2013 118,5 kilos
  • 12/06/2013 Maior peso 138 Kilos dia da cirurgia

Siga- me por e-mail!

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.

Minha lista de blogs