31 de março de 2014

Bom dia meus amigos!

Estou de volta novinha em folha. Muito obrigada pelas palavras de carinho e força. Minha cirurgia foi um
sucesso, mais uma vez fui super bem tratada e assistida, a equipe do Instituto Garrido merece nota 1000, meu querido cirurgião Dr Marcelo Roque e a Dra Clara estão de parabéns pelo excelente trabalho. Tive uma sorte de ficar no apartamento outra vez rsrs, a enfermaria estava lotada, uma maravilha. Minha cirurgia atrasou um bocado e fiquei 24 hrs em jejum inclusive de água. Essa parte foi ruim, mas fui pro centro cirúrgico e deu uma nostalgia sabe, fiquei lembrando de quando fui lá reduzir meu estômago...mas tirar a vesícula nem se compara viu, acordei super bem, só um pouco de dor, suave, no outro dia quase não sentia nada, eu ia tirar fotos do montão de pedra mas é nojento, deixa pra lá.

Fui acordada com carinho no rosto, isso não é o máximo? Fiquei feliz, por que estava um pouco pra baixo devido ir me internar e ir embora sozinha, dá uma tristeza fazer essas coisas só, me senti abandonada, mas passou já. Me trouxeram tanta comida depois, não comi nada e até sobremesa com açúcar, se comesse morria kkkk.

No outro dia a Dra Clara me falou tudo que foi feito, tiraram minha vesícula, fizeram um ultrassom comigo desacordada mesmo pra ver se tinha escapado alguma pedra e colocaram meu intestino no lugar e costuraram o músculo. Desde que eu operei meu intestino que funcionava 1 vez na semana mesmo tomando fibras e lactobacilos agora funciona todo dia um reloginho, não sei se é coincidência, ou era o desvio torto que estava prejudicando seu funcionamento, depois vou perguntar.

Hoje, quase uma semana depois consigo me alimentar, estava em uma dieta pastosa, nada queria descer, nem água, agora estou bem. Acabou as dores amigos, que felicidade!

Já estou morrendo de saudade da academia, é...nem eu acredito nisso, parece que tá faltando alguma coisa na minha vida. To fazendo 30 minutos de caminhada por enquanto depois vou aumentar. Peguei 10 dias de atestado do trabalho, com final de semana dá 12 dias tá ótimo rsrsrs, segunda -feira que vem volto a trabalhar.

E como de costume hoje é dia de pesagem e mandei embora mais um quilo:


Faltam 3 quilos e meio para atingir a meta médica que é 75 quilos, pensei em fazer uma regressiva, mas iria ficar ansiosa demais, então não farei isso, além do mais tem minha meta pessoal que é 65. Esperei tanto por esse momento que nem sei o que dizer.

Por enquanto é isso, estou na lan house no meio da molecada e no escuro hehehe, meu notebook entrou na zica dos eletrônicos rsrsrs, meu amigo vai formatar...aff, mas agora vou visitá-los e me atualizar.

Beijos e vamos que vamos!

;)

25 de março de 2014
Boa Tarde Borboletas.

Então logo mais vou me internar no hospital Santa Rita em SP, no mesmo lugar onde reduzi meu estômago. Estou ansiosa e com um pouco de medo, afinal não tomamos anestesia geral sempre não é?! rsrsrs. Fiquei tranquila depois de falar com minha amiga Rose que também retirou a vesícula dia 17 agora e está ótima super bem.

O que faz meu coração em pedaços neste momento é deixar meu filho sozinho em casa com minha mãe doente, fico muito preocupada. Falando nela, minha maezinha está tão melhor por esses dias, passamos ela no médico particular, tomou 2 injeções pra dor na lesão do osso e está tomando analgésicos controlados para a dor, um auxílio que o SUS não nos avisou ser possível, sem comentários. O importante é que agora ela está mais animadinha e não fica pelos cantos deprimida, uma benção. Agora ela está aflita por minha causa, não dormiu a noite e tadinha, faz o que pode para me ajudar, ontem até suco de maracujá ela fez questão de fazer para eu trazer pro trabalho, já que estou na dietinha sem laticínios para não fermentar e suavizar as dores daqueles gazes mortais...kkkkk.

Amigos, torçam pelo sucesso na minha cirurgia e pela minha recuperação, estou muito confiante, embora ultimamente ando com uma zica...minha câmera digital espatifou no chão, foi pro lixo, perca total, tive que pagar uma temporada da série que emprestei da minha supervisora e aconteceu um acidente, agora a tampa da máquina de lavar soltou, meu DVD parou de funcionar, meu liquidificador também pifou uns tempos atrás, estou sem faxineira logo agora que não posso fazer esforço e meu celular resolveu não pegar carga. Ai comprei um novinho rsrsrs, não dá pra ficar sem comunicação, aproveitei e comprei um com android né gente, vida moderna...rsrsrs, olha eu espero que isso seja sinal de bom presságio, sou muito otimista! Preciso fazer uma promessa para o Santo dos Eletrônicos! kkkkk

É isso, conto com as vibrações positivas de voces, assim que eu estiver com condições eu venho dar notícias e contar tudinho como foi.




Beijos e vamos que vamos!

23 de março de 2014

Boa noite Amigos!

O dia de pesagem é amanhã, mas agora de noite me deu uma vontade de pesar então foi...rsrs e para minha felicidade finalmente entrei na casa dos 70!!!! Iupiiiii, eu já estava pensando que era mandinga, feitiço, sei lá o que, porque não conseguia sair dos 80 quilos, puxa que alívio....rsrsrs,



Agora sou oficialmente moradora da casinha dos 70, que seja breve minha estadia ;)




Então o balanço até agora:

9 meses e 10 dias de Gastro e 58 quilos e 600 gramas off pra sempre!

Se estou feliz com este resultado?

Muitoooooooo

Passei rapidinho pra dividir essa vitória com voces.

Beijos amigos e bora dormir que amanhã é dia de trabalhar!



21 de março de 2014

Bom dia Amigos!

Ontem voltei na minha cirurgiã para pegar os horários. Me interno na terça dia 25 ás 22 horas e minha
cirurgia será no dia 26 ás 07:00 da manhã.  Estou apreensiva e senti dores de vesícula outra vez, não pode inflamar senão a cirurgia será adiada.

Toda vez que vou no Instituto Garrido faço o mesmo ritual: Me arrumo com esmero, gosto de ir bonita é como se fosse uma obrigação, e gosto de chegar lá bem mais cedo tipo 1 hora antes, por que adoro aquele bate papo entre os obesos e ex-obesos na sala de espera rsrsrs. Me pesei e estou 2 quilos mais magra do que 20 dias atrás quando fui lá levar meus exames.

A Dra Clara me explicando os procedimentos para a cirurgia e solta a frase que qualquer pessoa que foi
obesa na vida gostaria de ouvir: “Embora você já esteja magra, há uma possibilidade bem pequena de não podermos realizar a cirurgia por vídeo” eu só entendi a palavra MAGRA e pedi para ela repetir. Novamente ela falou: “ Então, mesmo você agora magrinha....”, não deu para disfarçar um sorriso de orelha a orelha e ela disse “Foi magra que você não entendeu? “  e sorriu... rsrsrs, desejei naquele momento que alguém gravasse essas palavras nas estrelas e toda noite, principalmente quando eu estiver deprimida ou quando o espírito da gorda baixar em mim, eu olharia para o céu e veria bem brilhante escrito nas estrelas “ Agora magra” seria tão bom....rsrsrs, fiquei sabendo que já eliminei 40% do excesso do meu peso inicial, então tecnicamente a cirurgia cumpriu o que prometeu, isso é uma conquista e tanto, estou feliz. Mas o assunto principal no momento não foi esse, foi só sobre a vesícula mesmo. E falta muito peso pra perder, sobrepeso não é minha meta!

Fui embora saltitante e já eram 11:30 da manhã, precisava tomar café, andando na rua peguei meu lanchinho de pão integral e queijo e comi tranquilamente enquanto caminhava no Viaduto Vergueiro em SP, quando me toquei, levei um susto, gente eu consegui comer na rua na frente de milhares de pessoas desconhecidas e foi a coisa mais normal do mundo. Preciso contar isso para o pessoal do CCA (Comedores Compulsivos Anônimos). Dei um grande passo sem perceber....fiquei muito feliz!

Dentro do trem vindo para o trabalho, um senhor me deu um papelzinho azul e pediu para eu ler. É um poema de sua própria autoria:



Voce sorriu hoje?...Não?
Então sorria e...Tenha fé                                 
Mesmo que seja pequena
E seu sorriso seja triste
Pois mais triste que um sorriso
Triste
É a tristeza de viver sem fé
E não saber sorrir
E saber que alguém
Pode estar sorrindo
Por não ver você sorrindo. "

L.R. Edigmar (Limoeiro Ramon)

Ele vende limões, e super de bem com a vida.


Beijos amigos e vamos que vamos! 



20 de março de 2014

Oie...

Ontem começou o programa aqui da minha cidade – Barueri menos 1 tonelada, 3ª edição.  É o mesmo que participei em Agosto/2013. 500 mulheres juntas para emagrecer mil quilos em 3 meses, fazemos muita aeróbica, exercício militar, Zump, hidro, expressão corporal e corrida. É um projeto dos estudantes de medicina do Mackenzie com parceria da prefeitura de Barueri onde moro, é um belíssimo trabalho de conscientização alimentar para as mulheres e incentivo ás atividades físicas. Pra mim funcionou muito, foi lá que descobri como amo dançar, não sabia disso.

Mesmo que não vou poder participar este ano por causa da cirurgia para retirar a vesícula eu fui lá, tirei minhas medidas, assisti uma palestra com a nutricionista e ainda tive o prazer de uma aula de zumba.

Enquanto eu dançava, agradeci á Deus essa oportunidade e puxa...como eu gosto disso!  Posso dizer que ontem eu senti um prazer imenso naquela aula, porque foi a primeira e última. Não deixarei de dançar, vou para academia e alternar com dança, porque sinto muito prazer, vale muito á pena. Quando fui embora me deu vontade de chorar. Ficar 60 dias sem ir á academia e não poder ficar na equipe desse projeto me deu uma baita tristeza. Fiquei murcha, desanimada, mas Deus sabe de todas as coisas, a saúde em primeiro lugar, não vou arriscar uma crise feia, vou operar e pronto. Me despedi das poucas colegas que fiz lá e desejei sorte com os quilinhos á menos, vou acompanhar o projeto pelas redes sociais e só. Da outra vez contribui com 13 quilos para a contagem, uma excelente marca :)

Pra quem acha que não é possível mudar de vida, acredite, nós mudamos sim. Me senti péssima em deixar de fazer atividade física, coisa que 9 meses atrás nem imaginava ser possível. Mas até terça ainda estou na ativa rsrsrs

Minha cabeça finalmente começou a emagrecer .

Deixo como lembrança uma foto do último dia do programa de 2013:




Beijos amigos.




19 de março de 2014


Bom dia Amigos.

É.... a carne tá fraca. Hehehe

Estou sem resistência física nenhuma, ontem fui pegar uma cesta básica que estava em cima da cadeira e ela
caiu no chão, não consegui segurar, fui pegar no impulso que sempre pegava e espatifou no chão.
Antes mesmo quando era obesa mórbida eu me considerava uma pessoa forte. Cheguei a carregar cestas básicas todo mês no ônibus super de boa, agora eu não consigo erguer, emagreci e estou sem forças. Nem preciso perguntar para o médico o que é isso, já sei. É porque não faço a famosa musculação. Mesmo eu não sendo sedentária, pois pratico exercícios físicos regularmente 5 vezes por semana, faço só aeróbicos de muito e pouco impacto e queima muitaaaa caloria. Mas depois de emagrecer tanto, preciso de força muscular e vou conseguir com musculação que ainda não faço. O ideal é alterar aeróbicos e musculação.

Fiquei um pouco chateada, porque gosto de cuidar das minhas coisas sozinha e me senti um pouco frágil, não gostei.

Ai tentei pegar meu filho no colo e não consegui erguer...ele pesa 24 quilos, não consegui pegá-lo. E na volta do mercado com as sacolas na mão meu braços tremiam que nem vara verde por causa do peso da sacola, assim não dá.

Com certeza perdi muita massa magra junto com a gordura e preciso repor, minha fraqueza não está relacionada as vitaminas, fiz exames recentemente para operar dia 26 e está tudo normalizado, não sinto cansaço, posso andar durante horas não sinto nada, mas não consigo fazer esforço não consigo abrir um pote de palmito, estou temporariamente frágil (Não gosto da palavra FRACA).

Tá decidido. Assim que o médico me liberar de volta para as atividades físicas - mais ou menos 60 dias - vou pegar firme na musculação, não posso ficar assim gente. Quero ter um corpo magro e forte.

Por isso nunca deixem de fazer academia, mesmo a tentação de fazer só aeróbicos e ver o corpo murchar rapidamente, fazer a musculação é importantíssimo!

Me aguardem, em breve rata gata de academia...rsrsrs








Corpo dos meus sonhos:




Beijos e vamos que vamos.




18 de março de 2014

Bom dia Flores!

Fui Tagueada pela querida Ana Fayer  do blog .http://anafayerterra.blogspot.com.br/ no desafio dos Poemas, uma brincadeira saudável e divertida.

Regras:
  • Este é um desafio com objetivo de espalhar poesia por aí.
  • A ideia é publicar um poema e escolher mais 5 blogs para participar. Você deve avisar a cada blogueiro que ele foi indicado.
  • Pode ser qualquer tipo de poema, de autores conhecidos, desconhecidos, autoral, enfim, sendo poesia tá valendo!

Sendo assim, segue o poema que escolhi que expressa bem o momento que vivo hoje de superação:

Ir mais além. 

Vencer um desafio,
Procurar a superação,


Escapar por um fio,
E torná-se campeão,

Superá-se em cada gesto,
Conquistar o infinito,
Ir mais além do que o certo,
Ultrapassar o mais bonito,

Ir além da superação
E conquistar o impossível,
Ir além da imaginação
Para vencer o invencível.

Autor: Rômulo Paulino

Espero que tenham gostado.

E agora os blogs que indico no desafio:

1- Alê do blog Happy and New
2- Lu do Blog Vivendo e Aprendendo
3- Fran do Blog Torradas com Ricota
4- Carol do Blog Bariátrica da Carol


Vamos espalhar poesia......


Beijos e vamos que vamos!



15 de março de 2014



♪♫ Depois de 9 meses voce vê o resultado, depois de 9 meses voce vê o resultado ♪♫


♪♫ Segura o Tchan! ♪♫


Hahaha, boa noite meus amigos!

Viram que estou de muito bom humor né? Também pudera, completei 9 meses de Bypass no dia 12/03 e 58 kilos off. É para rir a toa...

Passei do manequim 54 para 44/42 .

Cada dia é um desafio, cada garfada é a construção de uma nova história, não conseguia me imaginar assim tão feliz, nem nos meus sonhos!!

Segue minhas fotos Antes e Depois de 9 Meses, eu me sinto uma vitoriosa só de olhar, espero que sirva de motivação pra quem luta com a obesidade assim como eu:






Procuro manter um sorriso no rosto, apesar das dificuldades que enfrento, os fantasmas, as compulsões e as tristezas da vida, está tudo mais fácil de suportar com menos 58 kilos no corpo. 



Beijos e vamos que vamos!!!! Uhhuuuull




13 de março de 2014


Bom dia Borboletas e Casulos!

Ia ser o máximo se tivéssemos direito a uma bolsa auxílio do governo depois de operados, não é mesmo? Uma Bolsa Bariátrica. Igual o bolsa família, auxílio gás, leve leite, essa categoria que o governo oferece sabem?  Hehehe, não sou folgada não, estou só brincando, é que depois que operei vivo no vermelho.

Tudo é muito caro, comida saudável é cara demais, produtos orgânicos então, nem me fale.

To enjoada que só. Como alface hidropônico, melão só se for do Rei...hahaha, parece controverso, ué: Reduzi o estomago e agora gasto mais com comida do qualquer outra coisa?!

E não para por ai, além de comer bem, comer saudável, ainda vem as fibras solúveis, os lactobacilos vivos, os suplementos eternos... e aqueles grãos (linhaça, quinoa, chia, farelo) que mais me parecem pedaços de pepitas  de tão caros.

Praticamente toda semana estou no médico, psicóloga, tenho convênio médico, mais é co-participativo então pago taxas mês sim mês não de praticamente $ 290,00, fora o que uso com meu filhote.

Aí a nega aqui emagrece e quer ficar cheirosa, compra perfume, hidratante dos bão, porque a pele que antes era oleosa agora está mais seca do que tudo...vê aquela blusinha que nunca coube em um braço cair perfeita no corpinho que está fresquinho sendo modelado dia após dia...os cabelos crespos precisam ser domados e vai dinheiro...sombras variadas pra ajeitar o make, há e ainda os sapatos estão folgados e começo a ensaiar usar um saltinho de vez em quando...Ainda quero mostrar minha figura toda trabalhada nos corredores de um shopping, do barzinho, do cinema...rsrsrs e mais dimdim $$

Tá bom, eu sei que gastava com MC Donald’s refrigerantes, bolachas recheadas, pizzas, que também consomem nosso dinheiro de uma maneira devassadora,  mas o gasto que tenho hoje é bem superior, não tenho dúvidas.

Se compensa? Muitoooooo, eu digo que eu posso gastar meu salário todinho comigo, é minha vida, é o que eu quero pra mim, é o que eu sempre sonhei, cada centavo que eu gastei nesses últimos 9 meses foram os mais bem gastos, eu sei.

Hoje eu ponho qualidade na minha mesa em primeiro lugar, minha família come melhor, meu filho come bem melhor, isso é que faz valer á pena.  E o resultado de todo esse gasto?  É saúde, disposição, corpo beeeeeeem mais magro, e um paladar pra lá de refinado...hehehe


Mas que tudo isso podia ser gratuito, há podia....rsrs




Beijos amigos e vamos que vamos.



12 de março de 2014


Muito Bom Dia!

É amigos, 9 meses se passaram desde que eu entrei no centro cirúrgico. Este mês emagreci 3 quilos totalizando 58 quilos eliminados pra sempre.

Hoje sou uma pessoa muito melhor, muito mais saudável, muito mais feliz. Tenho dias de
cão, dias que não quero comer nadinha e dias que quero lamber até os rodapés, rsrsrs.  Meu comportamento com a comida melhorou muitooo, 9 meses depois estou ainda aprendendo a lidar com a compulsão, tem dias que é difícil resistir a tentação, mas normalmente fico bem tranquila em relação á comida.

Depois de emagrecer tanto percebi  que coisas corriqueiras no dia- a -dia de qualquer ser humano era uma tarefa dura pra eu realizar e nem me dava conta disso. Acreditava que minha condição de obesa mórbida seria eterna, tinha que me acostumar a ser assim gorda e me aceitar, era meu destino. Como eu estava enganada...que maravilhosa chance me foi dada!

Por exemplo,  hoje tomar banho é mais prático, subir escadas é fácil, abaixar é fácil, amarrar o tênis é fácil, depilar é fácil, menstruar é fácil, coçar as costas é fácil, cruzar as pernas é delicioso, sentar em uma cadeira de plástico é fácil, limpar a casa é fácil. Coisas normais para uma pessoa magra, quem é obeso sabe o que estou falando. Minha qualidade de vida melhorou, não me tornei uma super mulher porque emagreci, estou me tornando uma mulher normal, isso é o mais surpreendente, eu tinha me esquecido como é simples viver. Eu operei pra isso, não quero ser modelo, ou famosa, quero me encaixar no que ser “normal” para a sociedade e estou conseguindo isso á duras penas, eu sei. Mas tenho um facilitador que é a Bariátrica.

Aos 9 meses como 100 gramas de uma vez, é, eu peso.  Me alimento de 2 em 2 horas, não como gordura, açúcar nem bebidas com gás. Ainda tenho vontade de comer coisas que eu comia antigamente, as bobagens...mas procuro me manter na abstinência por causa da compulsão,  não funciona comigo o negócio de “só um pouquinho de cada”. Faço receitas diets, compro produtos mais saudáveis, como muito melhor hoje do que em toda minha vida. A única coisa que me incomoda nessa vida de Gastro é a sede, vivo com sede, tomar água de goles é uma coisa pra lá de chata. Não me acostumo.

Meu cabelo ainda cai horrores e estou assustada, vou ficar careca, juro!  A flacidez do meu braço também incomoda bastante, estou usando sempre blusinhas ¾ pra esconder rsrs, acho que este é o único lugar no meu corpo que quero fazer plástica.

Não imaginei chegar aos 80 quilos com este tempo de operada,  faltam 5 quilos para atingir a meta médica, não existe palavras que descrevam o que eu sinto agora, me sinto dona de mim, dona dos meu atos, me sinto forte, sinto como se fosse capaz de realizar qualquer coisa. Nada me detém. Me senti assim quando passei pelo parto normal e agora estou com essa mesma sensação.

Fazer 9 meses de Bypass é uma delícia que indico para qualquer obeso. Vale muito á pena experimentar.




Beijos amigos e vamos que vamos.


10 de março de 2014

Boa tarde Amigos.

Voces viram a entrevista do André Marques ontem no Fantástico? É fantástica a perda ponderal dele..3 meses, mais de 50 quilos. Até nisso rico tem sorte, rsrsrs.


Bom, quando estava no auge da obesidade mórbida, cerca de 138 quilos, achava a coisa mais deliciosa do mundo comer  bisnaguinha com margarina, ou pura mesmo. Pegava o pacote em frente a TV e comia... chegava a comer o pacote todo em 1 hora. Após o emagrecimento, passei a observar que a pessoa que tem compulsão alimentar supervaloriza o sabor da comida e uma comida comum passa a ser algo sobrenatural de tão bom e delicioso. Agora percebi que bisnaguinha na verdade não é tão boa assim eu dei uma mordida e achei o sabor simples, metalizado, sem graça e que para ser saboroso e valer a pena colocar dentro do meu mini estômago é necessário que a comida tenha realmente um sabor, um tempero, um diferencial.  Nem todo chocolate é tão bom quanto parece,  panettone é extremamente doce, arroz branco agora é ruim, gosto amargo, pão francês é azedo, carne vermelha agora é adocicada; queijo amarelo tem gosto de plástico, rsrs nunca comi plástico, o gosto me lembra plástico não sei porque...rsrs, alguns iogurtes tem gosto de ferro, ainda tem muita coisa que não experimentei depois da cirurgia, nem lembro mais o sabor. As frutas estão muito mais deliciosas do que antes.

 Depois da Bariátrica, mudei completamente o paladar.  Percebo os temperos, sinto até o gosto do trigo nas comidas. O sabor ficou mais intenso, em casa estamos usando menos temperos, não sei explicar o motivo, será porque agora como muito menos por isso sinto mais o gosto, ou reduzir o estômago fez essa mudança no organismo? Vou perguntar pro meu cirurgião...

Aprender a identificar essas particularidades ajuda e muito no processo de emagrecimento porque engordar de forma tão medíocre é ridículo e jamais quero isso novamente pra mim. Se for para comer um chocolate, que seja um de "verdade",  salgado, o “salgado”. De outra forma não vale a pena o acúmulo de calorias que nos enche a barriga no momento e enche ainda mais a cabeça com frustrações e traumas pelo decorrer dos anos.

A consciência muda com o tempo, vamos aprendendo a lidar com o vício na comida com ajuda de muita terapia, claro. Mas o importante é que mesmo com tantos dissabores amo esta minha nova fase de vida.



Beijos e vamos que vamos.


8 de março de 2014

Boa tarde.

Feliz dia das mulheres!

Faço pipoca de vez em quando no microondas sem gordura, aprendi nessa vida de RA, e a nutri liberou.
Pipoca é uma coisa de desce fácil depois de 8 meses de operada. Tirei fotos para mostrar e me lembrei de um episódio:

Quando eu reduzi o estômago quase não escrevia no blog, quem me acompanha sabe disso, eu tinha muita coisa pra contar no pós operatório, eu tinha vontade de documentar tudo mas não conseguia, na hora de digitar não saia nada. Achei que fosse stress pós cirurgico, ou sei lá o que. Desencanei. Hoje eu sei que eu estava com crise de abstinência da comida. Sou uma comedora compulsiva, percebi a gravidade disso depois que comecei a frequentar o CCA (Comedores Compulsivos Anônimos). Fiquei disléxica uns dias, aluada e tenho somente reflexos destes 30 dias não consigo mais me lembrar nem mesmo na terapia.

Os vômitos não cessavam de forma alguma fiquei com medo de morrer, eu tinha lido muito sobre isso, fui ao pronto socorro, estava desidratada e o médico recomendou comer um punhado de pipoca. A pipoca é um dos alimentos que não conseguimos engolir sem mastigar direito, operado ou não. Se eu engolisse um pouco e vomitasse não era a mastigação que estava errada, era a passagem do intestino estreita que estava provocando isso. Expliquei para o médico que me encontrava na dieta líquida não havia o que mastigar, então não comi. Hoje sei que ele tinha razão, li que tem médicos que fazem este teste antes de prescrever uma endoscopia, porque uma má mastigação também provoca vômitos, não era meu caso já que minha passagem realmente é estreita.

O tempo passou e as coisas se ajustaram, superei essa dificuldade, não me queixei de nada, eu sabia que nem tudo seria flores. O engraçado é que eu tinha me esquecido disso tudo me lembrei hoje deste ocorrido quando fui comer uma pipoquinha...rsrsrs. É triste e difícil ter um vício e lutar para se livrar dele. A cirurgia bariátrica faz isso, temos a chance de recomeçar, mas é brusca a mudança, tem que estar bem preparado, até hoje não sei como aguentei, como passei por essa fase complicada, agora escrevendo isso tenho a sensação que passei os 30 dias pós operatório dormindo, tenho uma vaga lembrança somente, esquisito né.

Faço assim a pipoca pra família toda:

Milho normal de pacote:


Coloco um punhado dentro do saquinho de pão e 3 minutos no microondas sem óleo, sem nada:


Fica assim

Uma delícia, o sal não pega muito, mas como sempre gostei de pouco sal na pipoca, achei ótimo, saborosa e pouco calórica pois não tem gordura nenhuma.

Beijos e vamos que vamos.


6 de março de 2014

Boa noite Flores.

Hoje cedo fui ao médico, ou melhor médica. A Dra Clara é assistente do meu cirurgião e me atendeu hoje..mulher linda, cheirosa e mega simpática, há e magra tbm rsrsrs, se eu a visse em supermercado, na rua,
sei lá, jamais imaginaria que ela dedica seus dias a recuperar sonhos, dando novas oportunidades de vida nova por ai, grampeando estômagos, desviando intestinos, retirando vesículas, tirando hérnias...rsrs chega né, pois é realmente ela não parece uma cirurgiã, mas é incrivelmente humana como todos os médicos que tive a oportunidade de conhecer no Instituto Garrido, costumo dizer que lá sou tratada como princesa...eles se referem sempre como "nós faremos assim", "não podemos mais pensar dessa maneira" isso é bacana, me soa como uma família mesmo!

Na sala de espera estava com minhas mãos suando, fico assim toda vez que visito a equipe que me operou, a impressão que tenho é que o que vivo hoje é um sonho, que quando eu subir na balança de lá os meus antigos 138 quilos estarão estampados na minha cara e me mostrar que tudo não passou de uma fraude, sempre penso isso, chego a tremer quando a atendente me chama para subir na balança. Mas graças á Deus são só devaneios mesmo, meu corpo está 57 quilos mais leve, ufa, chego a prender a respiração e vou soltando devagar para ninguém perceber.

Agendei minha cirurgia para retirar a vesícula para dia 26/03. Dia 20 volto para pegar as recomendações e horários. Estou com medo de operar, odeio.

A dra viu minha endoscopia e perguntou se ainda tenho dificuldades para me alimentar, respondi que sim porém como muito melhor a cada mês, ela me disse que realmente minha passagem do intestino ficou super estreita, mais estreita do que quem usa o anel, criou uma espécie de quelóide em volta da sutura, mas como não estou com as vitaminas irregulares, não tem porque alargar a passagem, eu não vomito mais, ela disse que na verdade o ideal era que todos os operados ficassem assim para não encher rapidamente a bolsa de comida e assim arriscar um reganho de peso. Eu já contei pra voces que meu pós operatório foi péssimo, eu vomitava umas 8 vezes por dia, na dieta liquida e pastosa, na época o médico sugeriu alargar um pouco a passagem e eu não quis, óbvio. Deixa assim, quero meu intestino apertadinho nas duas extremidades...kkkkkk.

A minhas dores vão além das pedras na vesícula, tenho um espaço vazio na barriga que antes era gordura e esse buraquinho está servindo de morada para um pedaço de intestino que foi desviado, e causa dores no abdome inteiro, por isso não sei identificar onde está a dor. Ainda tem mais essa, pode acontecer com qualquer pessoa que tem grande perda ponderal mais ou menos 30% e foi pegar logo eu?! Então a médica quando for tirar a vesícula vai empurrar o intestino para o lugar que ele deve ficar e fechar esse espaço vazio com um ponto no músculo e ai nunca mais entra nada lá, e euzinha aqui nunca mais terei essas dores insuportáveis. Não me perguntem em qual exame ela viu isso tudo porque era tanto papel espalhado na mesa que nem sei mais.

Vou ficar 60 dias sem academia, aff pra me assombrar essa notícia, lógico que reclamei, já estou emagrecendo a passo de tartaruga e ainda sem exercício, ela perguntou se estou fazendo terapia hehehe, pq será gente? Rsrs, minha paranóia tá assim visível? Ai, deixa eu ser fina!!! Só vou poder caminhada ou vou criar uma hérnia e terei que operar outra vez...deixa quieto é melhor ficar de boa mesmo. Mas sou vou ficar afastada do trabalho por 3 dias e depois volto pra labuta, ô vida!

Quem ainda não operou não se assuste com minhas experiências...eu fui carimbada quando operei, não é possível uma coisa dessas, mas tudo acontece com permissão de Deus, então vamos que vamos!


Agora mudei todos meu planos outra vez.

Beijos e quando eu tiver novidade volto para contar.




Boa noite Borboletas!

Meu blog tá de cara nova e agora esse template tem a opção de resposta, agora vou responder cada recadinho, isso é show, espero que gostem da minha casinha assim.

Hoje fiz a receita de panqueca de batata doce e fotografei pra mostrar pra vocês, peguei do site da Petê Camargo, ela é famosa no mundo das blogueiras que fazem RA, pois ela emagreceu mais de 70 kilos em 4 anos e segue desde então dando dicas aparece na TV e tals...quem quiser visita-la o blog é esse aqui: Petê Camargo!

A panqueca de batata doce é cheia de proteínas, tem carboidrato do bem que é absorvido devagar, sustenta, regula o intestino...um monte de benefício.

10 benefícios da batata doce:

1 - Fornece energia para o treinamento, auxilia na queima de gordura e no ganho da massa muscular porque libera a glicose no sangue lentamente
2 - Ajuda a controlar a diabetes porque tem baixo índice glicêmico
3 - Auxilia no emagrecimento pois diminui o apetite pela riqueza em fibras
4 - Fortalece o sistema imunológico porque tem boa quantidade de vitamina A
5 - A vitamina A age como antioxidante e atua na manutenção dos ossos, tecido epitelial
6 - Reduz o colesterol total e auxilia na digestão devido seu teor de fibras
7 - Faz bem para a pele graças a vitamina E
8 - Ajuda a prevenir câncer por seu alto teor de vitamina A
9 - Auxilia na formação de colágeno e previne anemia graças à vitamina C
10 - Regula a pressão arterial e reduz cãibras também pela vitamina C

Depois de tudo isso vamos comer uma batatinha docinha? rsrsrs

100 gramas de batata doce cozida e amassada ainda quente:

Misture com 3 claras em neve + 1 gema + pitada de sal:



Depois fio de azeite na frigideira, tampa de deixa cozinhar em fogo baixo

Ficou assim:



Textura assim: Não tá bonita igual da Petê, mas to aprendendo...rsrsrs, deu pro gasto.



A textura ficou ótima, fica fofinho é só ruim o gosto de ovo, fica forte, mais dá pra colocar um mel pra disfarçar...rsrsrs, se quiserem, tá recomendado. 116 calorias, pras meninas gastro só comi 1/4.

Beijos e vamos que vamos.
4 de março de 2014
Bom dia!

O noivo da prima do pai do meu filho veio em casa fazer uma visita....rsrs, deu pra entender? rsrs, então
 continuando....a prima que chama-se Talita quando me viu disparou: "Nossa, vc era tão gooooooooorda e agora parece um palito, que corpão, o que vc fez???" foi assim mesmo, ela deu ênfase no O do gorda, eu fiquei toda sem graça e respondi que tinha feito a Bariátrica. O noivo me disse que uma tia fez a cirurgia há 1 ano, já emagreceu horrores só que ainda está em recuperação. Eu ri por dentro e pensei: "putz, 1 ano ainda em recuperação?!".

A conversa parou por ai, mais tarde minha consciência me cobrou. Quem sou eu pra pensar assim de alguém? Depois eu entendi o que ele quis dizer com a recuperação da sua tia. Eu também sou uma gorda em tratamento, em recuperação.

Cada um tem um tempo de acertar as coisas, de aprender a lidar com a nova vida, que não é fácil quanto parece, eu mesma vou completar 9 meses de cirurgia e no entanto me encontro perdida na maioria das vezes, ainda nem sei comer sozinha, vejo os quilos indo embora e nem sei o que fazer direito, não sei viver o que tanto lutei e sonhei pra mim. Faço terapia, vivo indo em médicos, exames, tenho entalos, dumpings, queda de cabelo, distorção de imagem, e estou prestes a completar 1 ano de cirurgia também. Aliás acho que sempre serei uma gorda em tratamento, porque mesmo magra terei que enfrentar os desafios de viver dentro de um corpo magro.

Me envergonhei de ter pensado mal da mulher, da demora de sua recuperação que é uma parceira de grampo e luta como nós. Não tenho direito de julgar nada, nem que eu estivesse alheia a esta situação de operada.

É muito fácil enxergar defeitos e falhas nas outras pessoas do que olhar dentro de nós mesmos.

Mas estou aprendendo a ser uma pessoa melhor.


PS. Fui chamada de PA-LI-TO! Sem comentários....kkkkkk



Beijos e vamos que vamos.
3 de março de 2014
Boa tarde amigos.

Ontem fui á uma festa infantil, puxa quanta guloseima, eu tinha esquecido como era a comilança para se comemorar 1 ano de vida....rsrs, pois é, eu demorei para voltar a ter uma vidinha social...exatamente 8 meses depois da gastro eu me senti confiante para ficar horas em um ambiente fechado com pessoas comendo o tempo todo coisas que adorava comer também. Minha terapeuta disse que seria um grande passo, já que eu só fico na segurança do meu lar, onde eu tenho o total controle, parece simples é só ir e pronto, desviar a atenção da comida pra quem tem compulsão é complicadíssimo.

Deu tudo certo, me comportei como uma lady, conversei, corri atrás do meu filhote, mas infelizmente não tinha nada adequado para eu comer, ainda bem que eu almocei antes de ir, então só experimentei um pedaço do bolo porque me deu muita vontade, 2 garfadinhas foi o suficiente para provar sem ter dumping, achei o sabor do bolo irritante de tão doce, me desacostumei e me senti bem assim, o pior foram as pessoas servindo e eu sempre negando, ai começam os comentários : "puxa, vc não come nada?!" eu não estava afim de ficar dando explicações, então só dizia "mais tarde eu aceito".

Me senti um pouco deslocada, parece que a comida tem um poder de juntar, trazer afinidade, felicidade, como lidar com isso? É estranho e desafiador, pois pra mim a comida é uma droga liberada e que tem a promessa de fazer bem, só que na minha realidade faz muito mal, não estou sendo radical, mas se eu desviar o foco tudo vai por água abaixo, estou me esforçando para fazer da comida minha aliada.

Estou enfrentando meus fantasmas dia após dia, a luta é árdua, mas vale muito a pena, a qualidade de vida que tenho hoje é surpreendente melhor do que eu imaginava antes de operar. É nisso que me agarro para ter forças, penso em como estou bem, feliz, leve, saudável, isso é o mais importante.

Beijos e vamos que vamos!



2 de março de 2014
Bom dia Flores!!

Que Março seja bem vindo e com ele dias gloriosos.

Seguindo a onda das blogueiras de plantão, também resolvi postar "Um pouco de mim" façam todas para nos conhecermos melhor hein...rss

Então vamos lá, 10 coisas que talvez voces não saibam sobre mim:

1- Sou tímida com quem eu não conheço

2- Tenho medo do escuro

3- Amo ficção, tudo o que for sobrenatural, fantasma, rodas de terror, história da avó, o que for oculto eu adoro saber

4 - Sou amante de livros, tenho inúmeros, amo ler de tudo um pouco, amo o cheiro de livro novo, velho, simplesmente amo, sou apaixonada pela biblioteca perto de casa.

5- Até meus 18 anos queria ser escritora ou jornalista, depois desisti.

6- Adoro felinos, até 1 mês atrás eu tinha um persa himalaia exótico, o nome dele era Piter e ia fazer 7 anos em Outubro, era cinza de pêlo bem alto e olhos abóbora, lindo de mais, roubaram ele, eu ia colocar uma foto pra voces verem que fofura, mas eu choro.

7- Meu sorriso largo foi conquistado com muita dor, foram 5 anos de aparelho fixo e 1 ano de aparelho móvel e precisei arrancar 8 dentes para ficarem no lugar que estão, aff imaginem como era a situação rsrsrs e faço clareamento a cada 2 anos, adoro um dente branco.

8- Não namoro há 5 anos. Vixxi, encalhei.

9- Sou desastrada pra caramba

10- Tenho medo de morrer.

Bom, é pouco mas acho que dá pra perceber um pouquinho como sou né?

Beijos e vamos que vamos!



Quem sou eu

Minha foto

Sou Silvia, romântica de alma, sonhadora e agora em busca do renascimento, um corpo saudável. No dia 12/06/2013 me submeti a cirurgia bariátrica, fiz o Bypass Gastrico em Y de Roux por video pelo convênio Bradesco no Instituto Garrido, depois de muitos meses pensando, enfim decidi! Vou dividir com voces a jornada da cirurgia, principalmente a parte burocrática e adoraria fazer novas amizades! bem vindos no meu diário, ele está aberto.

Pesquisar este blog

Evolução mês a mês

  • 12/06/2015 66,5 kilos 2 anos
  • 12/05/2015 66,5 kilos
  • 12/04/2015 66 kilos
  • 12/03/2015 67,2 kilos
  • 12/02/2015 67,2 kilos
  • 12/01/2015 68,6 kilos
  • 12/12/2014 69,2 kilos
  • 12/11/2014 69,5 kilos
  • 12/10/2014 70 kilos
  • 12/09/2014 72 kilos
  • 12/08/2014 73 kilos
  • 12/07/2014 73 kilos
  • 12/06/2014 73,5 kilos - 1 ano
  • 12/05/2014 74 kilos
  • 12/04/2014 75 kilos - meta médica
  • 12/03/2014 80 kilos
  • 12/02/2014 83 kilos
  • 12/01/2014 85 kilos
  • 12/12/2013 90,7 kilos
  • 12/11/2013 94 kilos
  • 12/10/2013 100 kilos
  • 12/09/2013 105 kilos
  • 12/08/2013 111,5
  • 12/07/2013 118,5 kilos
  • 12/06/2013 Maior peso 138 Kilos dia da cirurgia

Siga- me por e-mail!

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.

Minha lista de blogs