Barrinha da evolução de Peso

7 de fevereiro de 2014
Bom dia Galera.

Continuo fazendo terapia toda semana porque tenho compulsão alimentar forte. Mas está bem controlada, arrisco dizer que estou lidando bem com a comida por enquanto. Gosto bastante de terapia, mas a psico insiste em falar de relacionamento, vocês acham que isso tem a ver com compulsão alimentar? Ela aplicou testes, pediu pra eu desenhar um monte de coisa, será que eu escondo alguma coisa sem querer? Ela quer saber como me relaciono com o pai do meu filho, acho que é pelo fato de nunca mais ter me relacionado
com ninguém depois dele e a Dra Gisele é especialista em apoio familiar.  Até na terapia tenho que falar de ex? Puxa, que saco essa ligação por causa do filho, tudo bem, sou leiga no assunto, mas não quis falar sobre ele na hora, me recusei  usar minha terapia para falar de algo que já está saturado, ela disse que tudo é um conjunto, preciso puxar a raiz de onde vem minha compulsão. Fiquei pensando no caminho de volta, e uma coisa é certa: Depois do término do namoro não consegui mais perder peso, isso há 6 anos atrás. É...meu filho ainda vai fazer 5 anos, ele terminou comigo antes do meu filho nascer, engravidei em uma possível reconciliação, aff. Mas já falei isso pra ela.

Preferi ser taxada de chifruda do que largada por ser gorda, essa é uma verdade dolorida, o namoro acabou por causa do meu peso, eu sei. Isso me causa uma dor tão forte que não sei explicar, ser deixada de lado na pior fase da sua vida é muito difícil, mas são águas passadas, e antes desse ocorrido eu já tinha compulsão alimentar, só não sabia.  Desde que o Alisson nasceu temos um bom relacionamento, aprendi que não posso exigir mais do que a pessoa pode dar, todo mundo tem um tempo para evoluir, ele se tornou um amigo, pra terem ideia da minha vida social, ele é meu único amigo. E me ajuda bastante, sempre que preciso posso contar com ele, nem que seja pra desabafar, reclamar de alguma coisa, ele sempre tá lá pra ouvir, eu só estranho o fato de ele nunca perguntar nada relacionado á cirurgia, pq é algo marcante uma perda ponderal tão grande...enfim, nunca mais pensei em namorar, fiquei endurecida com tantos dissabores dos últimos anos, por enquanto não me vejo em um relacionamento, nem gorda, nem magra. Mas tenho vontade casar um dia, fazer minha família completa, ter mais filhos, ter minha casa, me sentir amada...quem não gostaria não é? Admiro muito os homens que enfrentam a obesidade junto com suas parceiras, isso é amor, na saúde e na doença, fico muito feliz quando vejo casos assim, como da nossa amiga de grampo Suzy, seu marido fez a dieta liquida junto com ela, e é personal , ajuda em tudo, a querida Ana Fayer que está na luta da RA e seu marido faz dieta junto com ela também, na minha família mesmo, minha irmã Nina que nunca teve problema com peso ajuda o marido que sempre luta com a balança. Isso que é amar, tem muito mais histórias, sempre que eu leio fico pensando porque comigo também não foi assim, alguém que ficasse do meu lado o tempo todo, dividir o fardo é um pouco mais fácil, não tive essa sorte. Sou um fracasso no campo amoroso...rsrsrs

Não gosto de ficar falando do passado, acho ruim pra caramba, mas se for pra ajudar a melhorar minha relação com a comida, vou me expor de todas as maneiras, porque o apego emocional que eu tenho com comida chegou a ser surreal, doentio e sei que vou achar meu ponto de equilíbrio nem que demore anos. Entrei de cabeça nessa guerra desde que decidi operar, é uma chance que não vou desperdiçar. Vou trocar de terapeuta outra vez. Dia 18/02 vou me consultar com a Dra Claudia que é Psicodramática, bem minha cara, não acham? Hahaha, ainda não achei um especialista em transtorno alimentar mesmo, estou procurando um porque sem terapia não fico de jeito nenhum, não posso.

Agora é assim, mexendo no estômago e no coração...   



Beijos e vamos que vamos.

6 comentários:

  1. Ai Sil eu te entendo.. tb sou um fracasso no campo amoroso e vc bem sabe disso! E minha psico tb tentou entrar nesses assuntos e acho q por isso mesmo nao fui mais nela e preferi ir logo pro psiquiatra que trata tudo como doença e nao fica ali fazendo mil e umas perguntas.... beijos e com certeza Deus tem algo bom para gente!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Sil, espero que tudo se resolva da melhor maneira possível para ti, e que suas feridas sejam curadas! Não se esqueça que Deus tem um propósito para nossas vidas, por isso viva um dia por vez, que tudo se ajeita Beijos e um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  4. Você merece ser feliz! Permita-se isso... tenho certeza de que aparecerá um homem maravilhoso, mas vc precisa estar atenta. Um beijo!

    ResponderExcluir
  5. Silvia... Entendo você d+ assim como entendo a psicologa e acredite essas espetadas que ela te dá é pra seu bem, as veze pensamos que certas coisas já estão bem resolvidas, mas na verdade nem estão e isso acaba desencadeando outras coisas que não são tão boas para nós como no caso a compulsão.

    Sei que você não gosta de falar, mas tente pensar em começar a falar que isso vai te ajudar muito e como o tempo você vai se encontrar novamente e se dá a oportunidade de ser relacionar novamente. Assim como as meninas que você citou em cima sou muito agradecida a Deus por ter alguém também que está comigo e que sabe da minha luta a anos para emagrecer.

    Mais isso que tenho hoje (tanto relacionamento como o entendimento sobre mim mesma) foi frutos de anos e anos de terapia, de imersões como a do processo Hoffman ( http://www.institutohoffman.com.br/ se puder ler sobre ele é super bacana dá uma outra visão da vida) que me ajudaram a entender tudo que me magoava na vida (de uma forma geral) e saber como seguir. Hoje em dia me acho tão bem resolvida que muitas vezes eu nem me reconheço, hahahahahahahahahahahaha

    Por isso amiga, se solte continue fazendo como já faz indo as suas terapias e continue se dando o tempo que você verá que aos poucos tudo volta a se encaixar e suas respostas serão respondidas.

    Será que ajudei, falei de mais hahahahahahahahahahahahahaha beijos

    ResponderExcluir
  6. Amiga, vc tem toda razão... amor é aguentar tudo junto... eu mesma tenho tanto preconceito cm minha própria gordura qu nem entendo como meu marido gosta de mim,... mas olha só: eu já fui abandonada por estar gorda... fui humilhada... magoada... e já me senti assim como vc... queria casar e acreditava não existir um homem pra mim... mas ele apareceu... e vai aparecer o seu tb!!! O problema NÃO é vc , meu amor... é ELE... ou eles... no meu caso eu só gostava de quem não prestava... no dia q aprendi a gostar de quem gostava de mim... tudo mudou... Concordo cm a psicóloga... vc precisa falar sobre isso... tenho certeza q aos poucos vc vai superar essa dor... Sabe q levei quase 10 anos pra esquecer um grande amor q tive??? Sim... foi sim... e não valeu a pena perder tanto tempo cm isso... Olhe pra vc!!! VC agora é magra, amiga... deixe essa fantasma pra trás... permita-se... deixe-se amar... vc é uma mulher bonita e inteligente... acredite: vc não vai continuar sozinha por muito tempo não... rsrsrs Te adoro, amiga!

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto

Sou Silvia, romântica de alma, sonhadora e agora em busca do renascimento, um corpo saudável. No dia 12/06/2013 me submeti a cirurgia bariátrica, fiz o Bypass Gastrico em Y de Roux por video pelo convênio Bradesco no Instituto Garrido, depois de muitos meses pensando, enfim decidi! Vou dividir com voces a jornada da cirurgia, principalmente a parte burocrática e adoraria fazer novas amizades! bem vindos no meu diário, ele está aberto.

Pesquisar este blog

Evolução mês a mês

  • 12/06/2015 66,5 kilos 2 anos
  • 12/05/2015 66,5 kilos
  • 12/04/2015 66 kilos
  • 12/03/2015 67,2 kilos
  • 12/02/2015 67,2 kilos
  • 12/01/2015 68,6 kilos
  • 12/12/2014 69,2 kilos
  • 12/11/2014 69,5 kilos
  • 12/10/2014 70 kilos
  • 12/09/2014 72 kilos
  • 12/08/2014 73 kilos
  • 12/07/2014 73 kilos
  • 12/06/2014 73,5 kilos - 1 ano
  • 12/05/2014 74 kilos
  • 12/04/2014 75 kilos - meta médica
  • 12/03/2014 80 kilos
  • 12/02/2014 83 kilos
  • 12/01/2014 85 kilos
  • 12/12/2013 90,7 kilos
  • 12/11/2013 94 kilos
  • 12/10/2013 100 kilos
  • 12/09/2013 105 kilos
  • 12/08/2013 111,5
  • 12/07/2013 118,5 kilos
  • 12/06/2013 Maior peso 138 Kilos dia da cirurgia

Siga- me por e-mail!

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.

Minha lista de blogs