Barrinha da evolução de Peso

6 de novembro de 2013
Oi Amigos.

Estou careca de saber que a Gastroplastia não é um milagre,  mais  que é uma baita ferramenta, isso é.  Antes de operar eu já sabia o quanto seria difícil lutar com a compulsão e com as mudanças nos hábitos alimentares, e cada dia mato um leão. O negócio todo está na cabeça não no estômago.
Estou ansiosa demais, sem motivos aparentes, não sei a raiz, eu estava tão equilibrada e segura, agora parece  que tá desmoronando tudo  e já tem uns dias que eu só penso em comida a maior parte do tempo, e me odeio por isso. As vezes chego ao desespero quando lembro que essa é minha última chance de fazer dar certo. Eu pensei que um choque de realidade ia fazer meus antigos gostos sumirem como por encanto, mas não...  Não fui pra terapia de grupo 2 vezes no final de Outubro, estou um pouco sem saco pra ficar ouvindo problemas alheios, não estou cuspindo no prato, é que eu tô precisando de atenção só pra mim, a Dra Gisele não consegue dar atenção pra todos e fora a cara de c* que ela faz durante a terapia. Quando a consulta é só nós duas ela é completamente diferente, um amor...será porque 45 minutos desembolso 80 paus? E na terapia de grupo, não pago nada porque é parte da equipe multidisciplinar??? Não quero desmerecer o trabalho dela, ela é muito especial pra mim, me deu o laudo pra cirurgia que está mudando minha vida, foi a primeira psicóloga que conheci na vida, mas cá entre nós...é complicado qdo o assunto é dinheiro. Em grupo eu prefiro o CCA  Comedores compulsivos anônimos, lá me sinto mais em casa.

Estou de saco cheio de muita coisa, não gostei da minha nova função do trabalho, isso me deixa o dia todo em uma situação de risco pra quem tem compulsão alimentar. Tenho vontades de comer doces, o que me salva é o dumping não vou mentir pra vocês.  Vou ligar pra um consultório de psicologia do meu convenio mesmo,  vou com a cara e a coragem, sem indicação, preciso de alguém que eu possa conversar e que enxergue o que está acontecendo, sou forte, mais forte do que eu mesmo pensava, mas tenho medo de sucumbir, não resistir e adquirir hábitos errados, ou comer coisas que não devo, não posso. Passei ontem em frente uma lanchonete, parei e fiquei olhando, por pouco não comprei um lanche e comi. Mas não estava com fome, olhei e pensei “posso escolher um assado ou um lanche natural”. Mas minha razão disse: ”NÃO! Eu não preciso comer lanche essa hora, não estou com fome, vou jantar em casa daqui a pouco, não operei pra entrar em lanchonetes!!!” Fui embora com o coração apertado, esse conflito interior dói muito, preciso me manter na abstinência, ainda não tenho controle do que comer e não posso ficar me tratando como uma menina mimada que precisa ter todos os desejos atendidos. Estou decidida a mudar de vida, porém  a insegurança da antiga Silvia voltou, estou com medo de não atingir a meta,  acho que por isso como menos do que me foi recomendado, tenho medo de comer demais, me sinto frustrada se eu como tudo que está no prato (pires), mesmo quando a quantidade está menor. Medo de parar de emagrecer, medo de engordar, medo de emagrecer e nada mudar, medo de continuar ser a mesma mulher que era gorda e patética, de perder a vida por um prato cheio de comida. E se emagrecer não for suficiente pra eu me sentir feliz? O que eu vou fazer? E se meu único sonho for ser magra e eu continuar na minha vidinha solitária? Posso contar somente com meu micro estômago? Quando a comida vai deixar de ser minha inimiga e virar minha aliada?

Eu quis desabafar, beijos amigos, obrigada por me visitarem.

10 comentários:

  1. Oi, Sil. Guria eu te entendo e queria te dar colo. Saiba que, pelo pouco que nós conhecemos, tenho um carinho enorme por você. Acredite, você é mais forte do que imagina e tudo isso vai passar. Lembra aquela palestra que eu fui? Lá disseram que a gente tem que tomar cuidado para não deixar de ser refém da comida para ficar refém da balança. O que eu quero dizer é que tente mudar o foco. É isso que faço. Estou tentando achar prazer em viver de uma maneira mais saudável e não só na comida. Há, falando em comida, não sei se a ideia de comer menos do que deveria está te fazendo bem. Não quero ser chata nem intrometida, cada um sabe de si, mas acho que talvez vc possa repensar isso. Li, em algum lugar, que se comemos muito pouco ou deixarmos de fazer alguma refeição, o nosso metabolismo diminui e começa a reter mais. Não sei se é verdade, vou pesquisar novamente. Desabafe sempre que precisar, pois aqui no mundo virtual encontramos força e apoio uma das outras. Se cuida. Vou colocar vc nas minhas orações. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi, querida!
    É difícil mesmo! Afinal mudar pra sempre é algo muito difícil. Eu algumas vezes já cai em tentação e andei saindo da linha ocasionalmente. Tem dias que estou bastante ansiosa e acabo saindo da linha.. ja comi bolo de cenoura, biscoito amarelonho, até cachorro-quente...afinal não sou uma boneca..trabalho muito, tenho vida acadêmica, dois filhos, meu marido é médico e fico em casa sozinha muitas noite..só eu seu o peso disso...certamente você tem seus motivos de ficar ansiosa..mas não deixe de recomeçar bem no dia seguinte! e seguir em frente!

    Bjs
    Barbara
    bariatricasleeve.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Sil vc eh super disciplinada e soube falar nao ao sanduiche! Eu sou pessima conselheira mesmo pq eu caio em tentacao toda hora! Aprendi q podemos pedir lanche no prato sem o pao e no caso acaba ficando somente salada e proteina! Talvez devesse tentar pedir o lanche e nao comer o pao... Passar muita vontade tb nos deixa ansiosa! Mas acho vc linda sabendo dizer naum e eu sou a mimada!

    ResponderExcluir
  4. Amiga linda!
    Vc vai atingir sua meta, vc está emagrecendo e TUDO isso que vc está sentindo é super normal... hj vc está se sentindo frágil... amanhã é outro dia... e vc vai continuar a emagrecer!!! Aproveite agora pra mudar os hábitos de alimentação e não se prive de comer certinho, pra não baixar as vitaminas... e sua psicóloga pode ser mercenária assim como o meu mastologista, lembra? Procura outro profissional amiga... não precisa ser um especial não... do seu plano mesmo... assim vc poderá desabafar mais... tenha calma que essa fase vai passar... eu aqui tenho andado num nervoso daqueles.... brava mesmo... já li q a dieta mexe cm nosso humor, pq estamos acostumados a associar alegria e bons momentos à comida, gordices... estou na luta amiga, cm um estomagograndão.... vc cm o seu estomagrinho vai ficar uma BARBIE!!!! Minha amiga linda... não esqueça de pedir proteção divina.... acalma... a inveja trabalha cm a gente rsrsr e outra: os exercícios têm me ajudado q me sentir mais feliz... te adoro.
    Força aí e conte comigo!!!! <3

    ResponderExcluir
  5. Oi Silvia
    olha querida , eu SEMPRE digo isso, acompanhamento psicológico é ESSENCIAL, se não fosse ele eu estaria triste e depressiva, procure , vai te ajudar, mas essas lutas sempre vão estar ali, tanto para magras quanto para gordas, mas vc é forte e soube dizer não é isso que importa!
    eu fiz terapia toda semana, com 4 meses ela passou pra 15 em 15 dias e agora uma vez por mês. procure seu plano com certeza tem alguma, não precisa gastar dinheiro com isso (eu bem sei como é difícil)
    beijos florzinha
    <3

    ResponderExcluir
  6. OI SILVIA ,VC E MUITO FORTE E TENHO CERTEZA Q VAI CONSEGUIR , ESTOU ORANDO POR VOCE..BJOS AMELINHA...

    ResponderExcluir
  7. Oi Silvia, acompanho seu blog a algum tempo e ainda não tinha comentado. Olha, essa sua postagem serve para todas nós, acredito eu! Também passo por isso, mas acho que temos que mudar o foco mesmo, achar prazer em outra coisa. Eu tenho 23 dias de operada e já tive essas vontades, acho que o que me segurou foi o estômago pequeno mesmo. Mas terapia é essencial. Eu pude escolher a terapia individual e as vezes dói bastante, mas é assim mesmo. Se vamos ser felizes magras? Talvez não, mas vamos ser saudáveis! Grande beijo!

    ResponderExcluir
  8. ô mana... nos falamos hoje e eu sei que vc vai dominar isso em vc... as mudanças no trabalho com certeza contribuíram pra essa ansiedade.. Fica tranquila, repensa, continue assim vigilante que essa fase vai passar. Amo vc!

    ResponderExcluir
  9. Eu sei que é difícil, mas nunca mais vai ser igual. Você não vai voltar para o que era. Porque o primeiro, e mais difícil, passo você já deu. O a consciência. Hoje você sabe o que é errado, sabe quando é fome e quando é compulsão e sabe o que não funciona para você.
    Eu fiz um tratamento uma vez que envolvia terapia de grupo. Eles sempre falavam pra gente colocar na balança. Quando quiser comer um bolo, parar e pensar: "Eu gosto mais de comer bolo ou de comprar um shortinho na loja que eu gosto?" "O que é mais gostoso? Estar feliz com o meu corpo ou esse chocolate?" Ajuda a colocar as coisas em perspectiva.

    ResponderExcluir
  10. Boa noite Silvia, há tempos não vejo suas postagem até porque me canso pouco devido meu trabalho, somente hoje parei para dar uma olhada, isso é, devido as maravilhas que vc tanto posta aos seus leitores,mas fiquei um tanto triste por te ver assim com tanta insegurança, não posso dizer que vc está errada até mesmo que enteje certa, até poque ainda não fiz minha gastroplastia....Silvia eu posso te dar um conselho, relaxe, vc ficou tantos tempo acima do peso e agora quer resolver isso em questão de meses, minha menina desapega um pouco acredite vc vai chegar na sua meta, isso poderá acontecer no prazo de um ou mais, eu até entendo que vc fique nessa ansiedade em relação aos ponteiro da balança, , isto é devido vc ser uma moça jovem muito bonita, conheço pessoas que faz gastroplastia e faz uma boa dieta alimentar, mas que tbm sai da rotina de vez em quando, vejo vc muito insegura, não deixe que nada atrapalhe seus planos, peço que tenha mais paciência muito cuidado , pois quero te conhecer linda de corpo e de mente ok.... Um abraço e uma boa semana, Maria de Fátima....

    ResponderExcluir

Quem sou eu

Minha foto

Sou Silvia, romântica de alma, sonhadora e agora em busca do renascimento, um corpo saudável. No dia 12/06/2013 me submeti a cirurgia bariátrica, fiz o Bypass Gastrico em Y de Roux por video pelo convênio Bradesco no Instituto Garrido, depois de muitos meses pensando, enfim decidi! Vou dividir com voces a jornada da cirurgia, principalmente a parte burocrática e adoraria fazer novas amizades! bem vindos no meu diário, ele está aberto.

Pesquisar este blog

Evolução mês a mês

  • 12/06/2015 66,5 kilos 2 anos
  • 12/05/2015 66,5 kilos
  • 12/04/2015 66 kilos
  • 12/03/2015 67,2 kilos
  • 12/02/2015 67,2 kilos
  • 12/01/2015 68,6 kilos
  • 12/12/2014 69,2 kilos
  • 12/11/2014 69,5 kilos
  • 12/10/2014 70 kilos
  • 12/09/2014 72 kilos
  • 12/08/2014 73 kilos
  • 12/07/2014 73 kilos
  • 12/06/2014 73,5 kilos - 1 ano
  • 12/05/2014 74 kilos
  • 12/04/2014 75 kilos - meta médica
  • 12/03/2014 80 kilos
  • 12/02/2014 83 kilos
  • 12/01/2014 85 kilos
  • 12/12/2013 90,7 kilos
  • 12/11/2013 94 kilos
  • 12/10/2013 100 kilos
  • 12/09/2013 105 kilos
  • 12/08/2013 111,5
  • 12/07/2013 118,5 kilos
  • 12/06/2013 Maior peso 138 Kilos dia da cirurgia

Siga- me por e-mail!

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.

Minha lista de blogs