29 de novembro de 2013
Boa tarde!

Tenho observado nas bancas de jornais e na internet uma explosão de dietas. Tá uma coisa absurda as promessas ainda para este ano: “ Emagreça comendo chocolate” “Dieta Detox – Emagreça depois das Festas” “Dieta de urgência- 5 dias e caiba no vestidinho do Reveillon” “ Menos 8 kilos até o Natal, aproveite as festas com o corpo em dia.”
Na capas das revistas sempre aquelas mulheres lindas com corpos invejáveis. Esse tipo de informação nos põe em uma situação de risco, porque sempre almejamos emagrecer um pouquinho mais e nos faz acreditar que é possível conseguir isso em tão pouco tempo. A oferta é realmente tentadora se funcionasse de fato. O que acontece  é um efeito rebote- pelo menos comigo foi assim durante muitos anos – Eu comprava várias revistas, fazia a dieta da moda, emagrecia os 5, 8 kilos prometidos e depois engordava 12, lutava para eliminá-los novamente e em seguida engordava 14 e ficava impossível fazer o ponteiro da balança baixar, até que apelei para as fórmulas milagrosas...e cheguei ao auge da obesidade mórbida que me fez reduzir o estômago por ultima opção. Não quero culpar a mídia por isso, a culpa foi exclusivamente minha de ter engordado cada dia mais, porém fico triste em saber que essas idéias de dietas rápidas podem prejudicar uma vida toda, como aconteceu comigo, pessoas podem se influenciar e acreditar nestas histórias, não conheço ninguém que tenha feito dieta detox e mantido o peso perdido por muito tempo.  E o pior ainda, a dieta pós festas, tipo assim: se acabe de comer nas festas de final de anos e depois fique sem comer por 3 dias. Difícil de seguir, não é?

Hoje eu sei que o que realmente funciona é a Reeducação Alimentar. A RA + Disciplina é o que fará perder peso com saúde e manter o peso perdido pra sempre, não acredito mais nestas dietas e demorei anos pra entender isso, seria muito interessante se a mídia nos mostrasse isso nas capas das revistas, porém seria desvantajoso, porque o que é mais rápido e fácil atrai o ser humano. É assim.

Hoje , estou mais amadurecida e forte, que venha Natal e Ano Novo...estou pronta!



PS. Ana Fayer, leio seus posts sempre, mas não consigo comentar mais :( não sei porque. Adoro suas receitinhas, me dá água na boca, to muito feliz com seu progresso amiga! Beijos.


Vamos que vamos.
27 de novembro de 2013
Bom dia Amigos!

Fiz os primeiros exames pós bariátrica para o cirurgião. Levo pra ele com 6 meses completinhos.   A partir daí será de 3 em 3 meses, haja disposição. Não saio mais de consultórios,  fico até enjoada, mas tem que ser assim pelos próximos 2 anos...tem tempo ainda....hehe.
A lista é grande, meninas não operadas não se assustem...rsrsrs:

Emograma
Cálcio
Sódio
Glicose
Potássio
Uréia
Creatinina
TGO
TGP
Gama GT
Glicemia
Colesterol Total e Frações
Acido Urico
Ferro e Ferritina
Vitamina B12
Vitamina D25 – OH
Vitamina B25- OH
Acido Fólico
Proteínas Totais e Frações
TSH e T4 Livre
Urucultura e urina I
Ultrasson Abdome Total

Para minha surpresa o exame de Vitamina D25 - OH não é coberto pelo meu plano de saúde - Bradesco, e nem sei porque. Esse exame inocente de sangue custa 170 reais, fiquei espantada com o valor. Que caro!

Depois de colher tudinho meu sangue, 12 horas de jejum, fui linda e maravilhosa olhar minha barriguinha por dentro, a enfermeira diz "senta lá bebe 6 copos de água e volta pra fazer o exame". Eu peguei um copo de água, sentei, ai eu me toquei que sou gastroplastizada...hahaha, fui avisar " enfermeira, meu estômago é reduzido, consigo tomar 6 copos até o final da tarde. E agora?" O médico disse pra eu fazer sem beber água mesmo...Gente, nunca tinha pensado nisso, como enchemos a bexiga agora? Não dá mais. Eis que as pedrinhas na vesícula estão lá...sniff, sonhei que elas tinham desaparecido, mas impossível, o estomaguinho tá ótimo. Ando com muito incômodo, vou ter que operar, não tem outro jeito. Dia 13 volto pra visitar meu médico charmosão e ver como anda a saúde.



Beijos e vamos que vamos.
24 de novembro de 2013
Boa noite amigos!

Look do dia: Calça Jeans 46 com lycra que minha querida amiga de grampo Alessandra me deu!!!
Alê, mais uma vez obrigada pela gentileza.....rumo á 44!!!

Se estou feliz??? Feliz é pouco.

 Do manequim 54 para 46  e 45 kilos off em 5 meses e meio de Gastro, isso é super maravilhoso.
Hoje me pesei e mais um quilinho me deu adeus...ufa! Hahaha, to assim, rindo á toa.

Olhem umas fotinhas que eu tirei agorinha com minha calça 46:








A bunda e as pernas não diminuem de jeito nenhum...mas to mega ultra feliz assim mesmo, não lembro como era a estrutura do meu corpo antes, mais acho que mesmo com meu menor peso usava 44. Nunca fui sequinha, queria ser mais tudo bem.

Beijos amigos e vamos que vamos, a luta continua.

23 de novembro de 2013
Boa noite Amigas!

Quero contar mais uma experiência pós bariátrica pra voces. A nutri liberou sorvete de palito sem açúcar nestes dias quentes, no máximo 2 por semana depois do almoço....Aquele Molico Diet para diabéticos e para nós borboletas, claro. Tem somente 52 calorias e zerinho açúcar, ótimo né.


Eu estava com medo de provar uma coisa diferente na dieta e medo de aguçar a compulsão tomando
sorvete, ás vezes encaro a privação alimentar como uma punição, tipo coisa de merecimento. Calma gente, ainda não to locona, mais o tratamento do transtorno alimentar vai longe.....

Decidi tomar o sorvete, muito gostoso, aprovadíssimo, apreciei cada pedacinho, mais fiquei surpresa de não ser tudo aquilo que eu imaginava sentir, tomar um sorvetinho não significou nada e isso foi ótimo, to doida pra contar pra minha psico, não foi aquilo tudo, foi até normal de mais, gente isso foi o máximo, entendem? Eu não fiquei a mercê do prazer que a comida me trazia, fiquei mega feliz por me sentir assim, acho que é assim que uma pessoa que tem relação normal com a comida se sente né? Não sei, sempre comida pra mim era coisa de momentos de felicidade, pode ser cedo pra falar, mas acho que estou amadurecendo e melhorando minha relação com a comida. Não fiquei pensando nisso depois, que ótimo, que ótimo, que ótimo!!!!! E mesmo liberada pra tomar essa sobremesa 2 vezes na semana eu nunca mais quis comprar, não tenho necessidade, nem vontade, vou bem com frutinhas e suco. É felicidade sem tamanho no peito.
Eu acredito que vou conseguir vencer. Com força e fé é possível, eu sei.

Beijos e vamos que vamos.

22 de novembro de 2013
Bom dia Amigos.


A terapia está me fazendo um bem danado. Não penso em comida com frequência e só tive 2 sessões até agora, funciona mesmo. Estou calma, ansiedade sob controle por enquanto. 
Conversei com a terapeuta sobre metas de emagrecimento,  ela me perguntou porque minha meta é 10 quilos menos do que a meta médica.  Acho que 65 quilos seria ideal pra
mim. Meu menor peso foi 68 quilos e eu tinha 16 anos, foi a fase mais feliz da minha vida, talvez por isso escolhi 65 quilos como meta final. Ela disse que precisamos de metas concretas, posso chegar lá sim, mas será que vou gostar do que vou ver? Se eu me sentir feia, não me parecer com a garota de 16 anos? Como vou me sentir? Vou colocar tudo a perder se não gostar do que eu ver pesando 65 quilos? (Acho difícil...rsrsrs, quero ser phina!!!!) Não sou mais uma adolescente, a estrutura do meu corpo mudou muito nestes onze anos que se passaram. A Dra Gisele acha que primeiramente para meu equilíbrio emocional ficar em dia é melhor eu acatar a meta médica de 75 quilos e ver como ficarei até lá. Se no momento eu achar que preciso de mais, aí sim faço uma nova meta, estipular um peso tão baixo pra quem está obeso há décadas pode ser prejudicial para o lado emocional, aumenta ainda mais a ansiedade, mas ela só sugeriu que eu pensasse nisso. Pensei bastante e confio na sugestão dela. Vou manter minha meta pessoal de 65 sim, porém quando eu bater a meta médica de 75 quilos vou analisar novamente e ver como me sinto. Se eu chegar lá, já será um sonho realizado sem dúvidas, me sentir bem com meu corpo, ficar saudável, não ser mais apontada como a gorda é o principal, ficar com a faixa de peso considerada o normal, puxa! Só de pensar fico tão entusiasmada... um dia de cada vez, hoje estou mais perto da minha meta do que ontem, é tão bom falar isso, não abandonar aquela dieta chata, não ter que ficar contando pontos, comendo pouco e ficando satisfeita....é tão maravilhoso o momento que vivo hoje, a Bariátrica me faz tão bem, porque não operei antes? Agora to viva, renasci, o quanto vou pesar será consequência, uma ótima consequência, é claro.


E vocês, como e porque criaram suas metas pessoais?  Sempre temos um motivo na escolha do peso que pensamos ser o ideal, não é mesmo? Quanto gostariam de pesar para a realização ficar completa?

Beijos e vamos que vamos!
18 de novembro de 2013
Boa noite Amigos!

Vou colocar fotos Antes e Depois 5 meses de Bypass- 45 kilos off, olhem os resultados de muita disciplina, força, e fé. Estou muito feliz com meu emagrecimento, estou mesmo surpreendida, cada dia chego mais perto do meu sonho, ficar linda, phina, magra e saudável kkkk. A caminhada ainda é longa quero emagrecer mais 30 kilos pra chegar na minha meta pessoal. Devagar chego lá.
Meu IMC agora é 32,53 - Obesidade I, diminui 2 grupos de risco, isso é ótimo né?

Hoje não teve aula de hidro, a piscina atrasou a manutenção...fiquei chateada, e feliz. Chateada porque não pude fazer a aula e feliz por isso, nunca pensei ficar incomodada em não me exercitar, essa é a nova Silvia falando, me forço mudar a cabeça, aos poucos vai dando certo.

Olhem aí euzinha:





Beijos e vamos que vamos!
17 de novembro de 2013
Bom dia Amigos.

Eu leio todos os comentários, embora esse template não me dá opção de resposta, e-mails, recados no facebook que voces mandam com todo carinho pra mim, me emociono muito, nunca imaginei que um diário fosse ter esse retorno, fico muito feliz, porque esse cantinho especial me ajuda muito e ajuda também quem lê. Obrigada.

Sabem que eu já não me importo mais com a opinião negativa dos outros, antes eu ficava encucada, preocupada com o que iam pensar de mim. Mudei, não me importo mais. Só tem uma coisa que ainda me mata por dentro: A indiferença que algumas pessoas fazem quando dizemos que reduzimos o estômago.

Eu toda animada na aula de hidro e uma colega solta a frase: “Nossa, você emagreceu bastante desde que começou, quantos quilos já perdeu? ” e eu toda orgulhosa respondo: 45 quilos!!! Ela se mostra surpresa: “Só com exercícios e dieta?” e eu: Sim, e redução de estômago também.  E logo recebo aquele balde de água fria: “Aaaa táaaaa, assim é fácil”. Engoli seco essa última frase. Alías, engoli molhado mesmo, estava dentro da piscina. Puxa vida, porque as pessoas tem uma visão que a Gastroplastia é tão fácil? Acham que é uma mágica? Entre no centro cirúrgico e saia magra! Fico louca quando desmerecem nossos esforços em busca de um corpo saudável, eu não entendo, pois comigo nunca foi assim, eu sempre achei a cirurgia coisa de gente corajosa, guerreira, pois imaginava os riscos que seria operar um órgão vital.

Eu ainda não sabia desse texto, senão teria dito ele todinho pra essa colega:

 “Tente ficar 3 dias sem colocar NADA na boca. Jejum ABSOLUTO.


Fique 1 mês tomando apenas líquidos, no máximo um purê de batatas ralinho ou um caldo de feijão, sem mastigar nada!

Faça 15 exames de sangue de 3 em 3 meses.

Passe mal com comida, crie intolerância à alguns alimentos, tenha Dumping.

Entale! Não na roleta do ônibus! Entale com comida, principalmente carne. Mas, ás vezes acontece com água também!

Corra o risco de morrer durante a cirurgia, ter anemia, fístula, ficar careca, pelancuda, risco de hérnia, rins paralizar e por aí vai,

Depois que passar por tudo isso, me conte se Redução de Estômago é fácil..."
Nós sabemos o quanto o processo é difícil, mas fundo, no fundo sei que era puro recalque...hahahaha.

 Beijos
12 de novembro de 2013
Oi Amigos.
Hoje é meu níver de 5 meses de Gastro, 5 meses de vida nova. Ainda tem muitas novidades nessa nova vida, cada dia uma coisa diferente. Outubro foi um mês lindo, mesmo com altos e baixos fui mais feliz, que mês fantástico. Novembro começou meio nebuloso, mais aos poucos as coisas vão se ajeitando. Vamos ao balanço: Emagreci 6 kilos este mês  totalizando 44 kilos off.  Essa evolução de peso era esperada para o 9° mês!!!  Isso é uma baita conquista, nunca conseguiria atingir essa perda de peso sem a ajuda da Bariátrica. Agradeço a Deus todos os dias por essa oportunidade. É estranho eu falando do meu peso...parece que falo de outra pessoa, ás vezes é surreal pra mim,  sinto apalpando um sonho, algo que nunca imaginei, não sei explicar o que eu sinto, é felicidade misturada com medo, angústia, esperança...é um turbilhão de sentimentos.  Busco meu controle no dia- a-dia, viver sendo uma pessoa gastroplastizada não é fácil, mas também digo que vale muito a pena, faria tudo de novo sem dúvidas. Hoje comecei a terapia individual, a psicóloga tbm se chama Gisele, o nome da outra que eu passava , coincidência né? Eu gostei bastante dela ficamos 1 hora e quinze minutos hoje, foi muito gostoso conversar como amigas, é tão bom terapia eu senti afinidade por ela também, acho que eu gosto mesmo de terapia, embora ela não seja especialista em transtorno alimentar, ela tem um ótimo conhecimento, sabe tudinho o que eu quero dizer, legal. Por enquanto os encontros serão semanais, toda terça de manhã. E o melhor de tudo...não vou pagar nadinha, é pelo convênio.
Meu cabelo começou a cair, não me importei, cortei pra ver se melhora alguma coisa. Consigo dar dois goles de água grande sem desconforto nenhum.  Esse mês tive um platô de quase 15 dias, a balança não descia um grama sequer mas não me incomodou, já tinha sido avisada pelo cirurgião, continuo me exercitando, comendo bem,  comendo pouco, comendo devagar. E logo os resultados voltaram a aparecer e foram embora os 6 kilinhos...ô coisa boa.

Continuo sem comer doce, gordura e bebidas com gás, ás vezes tenho vontade de comer essas bobagens mas seguro a onda, estou vigilante, disciplinada, motivada, to cheia de força. Quando penso que tudo vai desabar na minha cabeça, sobe uma força interior, nem sei de onde, mas me mantenho no caminho certo. A abstinência é o que funciona pra mim por enquanto. Eu sei que as coisas vão mudar, vou voltar a comer de tudo em pequenas porções um dia e quero estar equilibrada quando isso acontecer, pra controlar a compulsão. A luta é grande, mas é prazerosa também.  Não estou neurótica, mas meu passatempo predileto é falar de gastroplastia e ficar me imaginando bem magrinha...hehehe, que coisa boa de sonhar...
Ainda não comprei nenhuma roupa, pra mim será como um ritual, estou me preparando pra isso acontecer, vai ser importante.
 
Bom acho que é isso por enquanto fazer 5 meses de renascimento, mais uma página virada. Os desafios continuam, obrigada pela força galera.

Olhem umas fotinhas minhas atuais, tirei ontem a noite, estou fisicamente assim com 44 kilos a menos e cabelo curtinho agora:
 
 




Depois faço as montagens antes e depois, adoro.

Beijos e vamos que vamos!
11 de novembro de 2013
Bom dia!

Meu cabelo tá caindo horrores...passei a tesoura ontem. Fui na cabelereira cortei na altura dos ombros, fiz cauterização e escova...sábado me assustei  depois da aula de hidro qdo tirei a touca, estava forradinha de cabelo, na verdade já tinha uns dias que eu reparei muito cabelo no chão e no travesseiro, mas do nada, parece da noite pro dia tá caindo muito, coisa de uma semana e já tem falha...aff. Começou a cair no prazo estipulado de 5 á 8 meses de gastro. Não estou triste, eu já sabia que poderia acontecer, esse é o ônus. Só espero não ficar careca, vou voltar no médico e ver o que posso melhorar....até que gostei do cabelo curtinho, depois posto uma foto pra vocês verem se gostaram, a opinião de vocês é importante pra mim. O recalque no trabalho começou logo cedo, eu nem tirei a bolsa pra sentar na cadeira e ouvi “ Não gostei, muito curto” respondi na hora ”Eu gostei ! ”, que pena. Não me importo. Estou me sentindo linda hoje não sei porque. Aliás, sei sim. To viva, to emagrecendo muito e to muito mais feliz! Hehe...

 
Beijos e até.
9 de novembro de 2013
Oi amigos!

Agradeço de coração todas vocês que me deixam comentários maravilhosos, que me põe pra cima sempre, que me acompanham nos momentos bons e ruins, muito obrigada pela força, me ajuda muito. Me senti compreendida  abraçada por todas vocês.

Essa minha crise de relacionamento com a comida depois da bariátrica me deixa de cabeça
virada....rsrsrs, porque sempre me relacionei mal com a comida mesmo, só que antes a comida
era minha falsa amiga, agora ela é sincera e taca na minha cara quem eu sou e a realidade dói.
Continuo muito firme no meu propósito de vida nova, vida saudável e não cometi nenhum
delito alimentar, seguro bem as pontas, to disciplinada, vocês não tem idéia como me ajudam.
Eu preciso da abstinência pra me controlar, podem me chamar de neurótica, psicótica e
complexada, eu gosto, kkkk. Sigo meu cardápio religiosamente mesmo com vontades e desejos. Ainda desejo comer bolo, saco!

Enfim, como reclamar não queima calorias...rsrs parti pro ataque, liguei pra secretária do meu cirurgião lá no Instituto Garrido e ontem fui buscar uma declaração pra fazer terapia pelo convênio mesmo, não preciso pagar por fora mais, ufa (Não sabia disso). Vou me consultar com a psicóloga e ver como vai ser a terapia, é pra tratar o transtorno alimentar e a compulsão, só
eu e ela na sala, a terapia de grupo vou fazer só no CCA mesmo. O equilíbrio emocional vai voltar na marra, vou fazer terapia, regressão, simpatia, o que for, rsrsrs não serei escrava da comida outra vez! Nunca mais! Minha relação com a gastroplastia vai muito bem, obrigada.
Amo o fato de comer bem pouco e me sentir saciada, não vomito, não sinto nada, ás vezes esqueço que sou gastroplastizada...até bater aquela sede...vocês sabem o que é isso....o que me incomoda é a questão da falta do prazer da comida, aquela sensação boa, de me sentir feliz quando devorava uma barra de chocolate sozinha, entendem?

O que me distrai muito e me faz esquecer como era bom comer um pote de sorvete, é quando estou fazendo exercício. Por isso quero me exercitar a semana toda, vou começar malhar pesado, mesmo não gostando, vou me matricular, mas vou continuar com o aeróbico e hidro, vou aumentar os treinos com musculação, estou liberada já. Não gosto do ambiente da academia, mas também não gosto de ser gorda e psicologicamente abalada, quero ter uma relação normal com a comida e eu vou conseguir, eu sei. Abriu uma academia nova perto de casa e fazem planos trimestrais com dança tbm, segunda vou dar uma olhada no ambiente. Vou lutar com todas as ferramentas que eu tiver. De resto, estou muito bem, feliz com os quilos indo embora....dependendo da roupa que visto me sinto bem mais magra, outras vezes me acho igual, geralmente quando estou de mau humor e TPM...rsrsrs, depois volto com as novidades, dia 12 faço 5 meses já.

Olha meu corpinho no futuro, hahahaha.


 


Beijos amigos e vamos que vamos.
6 de novembro de 2013
Oi Amigos.

Estou careca de saber que a Gastroplastia não é um milagre,  mais  que é uma baita ferramenta, isso é.  Antes de operar eu já sabia o quanto seria difícil lutar com a compulsão e com as mudanças nos hábitos alimentares, e cada dia mato um leão. O negócio todo está na cabeça não no estômago.
Estou ansiosa demais, sem motivos aparentes, não sei a raiz, eu estava tão equilibrada e segura, agora parece  que tá desmoronando tudo  e já tem uns dias que eu só penso em comida a maior parte do tempo, e me odeio por isso. As vezes chego ao desespero quando lembro que essa é minha última chance de fazer dar certo. Eu pensei que um choque de realidade ia fazer meus antigos gostos sumirem como por encanto, mas não...  Não fui pra terapia de grupo 2 vezes no final de Outubro, estou um pouco sem saco pra ficar ouvindo problemas alheios, não estou cuspindo no prato, é que eu tô precisando de atenção só pra mim, a Dra Gisele não consegue dar atenção pra todos e fora a cara de c* que ela faz durante a terapia. Quando a consulta é só nós duas ela é completamente diferente, um amor...será porque 45 minutos desembolso 80 paus? E na terapia de grupo, não pago nada porque é parte da equipe multidisciplinar??? Não quero desmerecer o trabalho dela, ela é muito especial pra mim, me deu o laudo pra cirurgia que está mudando minha vida, foi a primeira psicóloga que conheci na vida, mas cá entre nós...é complicado qdo o assunto é dinheiro. Em grupo eu prefiro o CCA  Comedores compulsivos anônimos, lá me sinto mais em casa.

Estou de saco cheio de muita coisa, não gostei da minha nova função do trabalho, isso me deixa o dia todo em uma situação de risco pra quem tem compulsão alimentar. Tenho vontades de comer doces, o que me salva é o dumping não vou mentir pra vocês.  Vou ligar pra um consultório de psicologia do meu convenio mesmo,  vou com a cara e a coragem, sem indicação, preciso de alguém que eu possa conversar e que enxergue o que está acontecendo, sou forte, mais forte do que eu mesmo pensava, mas tenho medo de sucumbir, não resistir e adquirir hábitos errados, ou comer coisas que não devo, não posso. Passei ontem em frente uma lanchonete, parei e fiquei olhando, por pouco não comprei um lanche e comi. Mas não estava com fome, olhei e pensei “posso escolher um assado ou um lanche natural”. Mas minha razão disse: ”NÃO! Eu não preciso comer lanche essa hora, não estou com fome, vou jantar em casa daqui a pouco, não operei pra entrar em lanchonetes!!!” Fui embora com o coração apertado, esse conflito interior dói muito, preciso me manter na abstinência, ainda não tenho controle do que comer e não posso ficar me tratando como uma menina mimada que precisa ter todos os desejos atendidos. Estou decidida a mudar de vida, porém  a insegurança da antiga Silvia voltou, estou com medo de não atingir a meta,  acho que por isso como menos do que me foi recomendado, tenho medo de comer demais, me sinto frustrada se eu como tudo que está no prato (pires), mesmo quando a quantidade está menor. Medo de parar de emagrecer, medo de engordar, medo de emagrecer e nada mudar, medo de continuar ser a mesma mulher que era gorda e patética, de perder a vida por um prato cheio de comida. E se emagrecer não for suficiente pra eu me sentir feliz? O que eu vou fazer? E se meu único sonho for ser magra e eu continuar na minha vidinha solitária? Posso contar somente com meu micro estômago? Quando a comida vai deixar de ser minha inimiga e virar minha aliada?

Eu quis desabafar, beijos amigos, obrigada por me visitarem.
4 de novembro de 2013
Boa tarde galera,

Minha Nutricionista deu algumas dicas legais para nossa nova etapa da vida, para colocar mais qualidade na mesa, aliás, serve pra todos e vou dividir com voces, apesar que ela é um pouco radical...rsrsrs,

Sempre que for no supermercado olhar atrás das embalagens os ingredientes, por lei a maior
composição do produto vem primeiro na ordem. Tipo assim:


Pão integral de verdade nos ingredientes primeiro vem a farinha integral, depois farinha fortificada, ai pode levar que é 100% integral.  Se a farinha fortificada tiver em primeiro lugar o pão não é totalmente integral.   Exemplo de pão de confiança: Pão Pullman.

Iogurte e requeijão que a composição começa com amido modificado, esquece....é fraude, rsrsrs, primeiro vem o leite desnatado na composição. Exemplo de confiança: Densia da Danone.

Fuja de produtos que utilizam na composição açúcar invertido, modificado ou líquido. Se for consumir algo com açúcar que seja só açúcar e ponto. Ou mel.

Um alimento que tem muitos ingredientes, coisas que nem sabemos o que é, geralmente tem muita química, se der pra evitar, melhor.

Não coma algo que você imagina como ele chegou na sua mesa e não consegue entender, provavelmente ele passou por muito processo industrial, tipo um sorvete da Kibon, não sabemos como ele foi feito e tem bastante ingrediente na embalagem, esse é um exemplo de muita química.

Agora se você pensa em um alimento  e sabe como foi o processo até chegar na sua mesa, principalmente se você mesmo quem fez, consuma sem medo... Essa dica não vale pra mim...eu sei como é o processo do chocolate até chegar na minha mão...eu trabalhei na fábrica...kkkkk.

São dicas pra comer mais saudável, eu olho as embalagens agora...rsrs, fico um tempão no supermercado.

Espero que essas dicas ajudem, pelo menos me ajudou um pouco.

Beijos e até mais.


3 de novembro de 2013
Bom dia amores!

Ontem fizemos um churrasquinho em casa...eu ainda não tinha comido churrasco desde que operei...a carne assada desce super bem, maravilha. Fiquei feliz em não passar mal, por que churrasco é meu prato favorito.

Olhem meu pratinho, isso é ou não é o máximo???? Antes em um churrasco eu comia carne, muita carne, arroz, salada de maionese, farofa, vinagrete, uns 2 ou 3 copos grandes de coca-cola e ainda sobremesa.

Agora eu como neste pratinho e parecia que eu tinha comido um boi inteiro...hahahaha, me divirto, dou risada sozinha...a gastroplastia me fez phina, agora como igual uma lady....que vida boa!

Comi também uma fatia de pão com alho, muito gostoso.



Beijos e até.


Quem sou eu

Minha foto

Sou Silvia, romântica de alma, sonhadora e agora em busca do renascimento, um corpo saudável. No dia 12/06/2013 me submeti a cirurgia bariátrica, fiz o Bypass Gastrico em Y de Roux por video pelo convênio Bradesco no Instituto Garrido, depois de muitos meses pensando, enfim decidi! Vou dividir com voces a jornada da cirurgia, principalmente a parte burocrática e adoraria fazer novas amizades! bem vindos no meu diário, ele está aberto.

Pesquisar este blog

Evolução mês a mês

  • 12/06/2015 66,5 kilos 2 anos
  • 12/05/2015 66,5 kilos
  • 12/04/2015 66 kilos
  • 12/03/2015 67,2 kilos
  • 12/02/2015 67,2 kilos
  • 12/01/2015 68,6 kilos
  • 12/12/2014 69,2 kilos
  • 12/11/2014 69,5 kilos
  • 12/10/2014 70 kilos
  • 12/09/2014 72 kilos
  • 12/08/2014 73 kilos
  • 12/07/2014 73 kilos
  • 12/06/2014 73,5 kilos - 1 ano
  • 12/05/2014 74 kilos
  • 12/04/2014 75 kilos - meta médica
  • 12/03/2014 80 kilos
  • 12/02/2014 83 kilos
  • 12/01/2014 85 kilos
  • 12/12/2013 90,7 kilos
  • 12/11/2013 94 kilos
  • 12/10/2013 100 kilos
  • 12/09/2013 105 kilos
  • 12/08/2013 111,5
  • 12/07/2013 118,5 kilos
  • 12/06/2013 Maior peso 138 Kilos dia da cirurgia

Siga- me por e-mail!

Google+ Followers

Tecnologia do Blogger.

Minha lista de blogs